5 às 5as – 5 autores que quero conhecer em 2014
por Patricia
em 16/01/14

5 (1)

Desde o ano passado, eu tenho definido minha meta de leitura do ano mais focada no que chamo de “mini desafios” do que em quantidade total de livros  (ainda que eu tenha definido uma quantidade tentativa). Foi a maneira que encontrei de ler MELHOR mas não necessariamente MAIS. Ainda estou tentando unir as duas coisas. Para esse ano, defini a meta geral e um dos desafios é que, pelo menos, metade dessa lista seja de autores novos – dos quais nunca li nada. Não importa se são clássicos, cronistas, comediantes…tem que ser inédito na minha lista de lidos.

Para ir me orientando, eu tento sempre definir a lista no começo do ano e faço o que posso para alterar bem pouco. Isso me ajudou ano passado a não pirar com lançamentos e sair comprando tudo o que saía de novo na livraria. Não que eu não tenha comprado livros…mas consegui me conter razoavelmente e ainda consegui ler alguns livros que estavam encostados havia algum tempo. Essa é uma boa dica para quem quer ler o que está parado e não enlouquecer com as milhares de promoções que rolam durante o ano – faça a lista no começo do ano e tente, ao máximo, manter-se nela. 😉

Na lista de hoje, falo de 6 (porque tem uma menção honrosa) autores que quero ler ainda esse ano:

1 – Ivan Turgueniêv – Um russo que me assusta. Ano passado me dei a meta de ler um Dostoiévski (qualquer um – li O jogador) para derrubar um pouco o pavorzinho que tenho de autores russos resultado de uma tentativa frustrada de ler Crime e Castigo há muitos anos. Além de aprender a nunca me forçar a ler um livro, deixei os russos de lado e fugi deles por um bom tempo. Dostoiévski já foi e agora é a vez de Turgueniêv com Pais e Filhos. Vem que tem.

2 – Elizabeth Gaskell – Outra meta (essa a bem longo prazo) é ler os livros que constam no guia 1001 livros para ler antes de morrer. Porque eu adoro uma lista e também porque sou fã de desafios que me apresentam coisas novas. Gaskell consta na lista com 2 livros. Um deles, que pretendo ler esse ano, é Norte e Sul. O que sei da obra é que é um romance social – olhinhos brilham, entrou na lista.

3 – Charlotte Bronte – Jane Eyre. Quem nunca ouviu falar desse livro? Já vi citarem a obra em filmes, em outros livros e, claro, em listas poderosas. Mas, vergonhosamente, nunca cheguei perto de ler nada de Bronte. Esse é um erro que pretendo corrigir esse ano ainda.

4 – William Faulkner – esse vencedor do Nobel entrou na lista desse ano com O som e a fúria. Já ouvi coisas boas e ruins sobre o autor e suas obras – já ouvi que é muito complicada, que as histórias beiram o estranho, que é tudo muito pseudo-intelectual…mas acho que só tem um jeito de saber com qual lado eu concordo. Então 2014 será o ano em que lerei Faulkner (e, espero, entenderei Faulkner. Distinção que parece ser muito importante com o autor).

5 – Richard Yates – Yates é autor de Foi apenas um sonho (livro adaptado para o cinema com Kate Winslet e Leonardo DiCaprio – insira mil corações aqui). Vi o filme, adorei, e fiquei interessada em saber mais sobre o autor. Para minha surpresa, coisas que só acontecem quando você tem uma estante cheia de livros desorganizados (já resolvi isso) – eu tenho O desfile de Páscoa dele e estava aqui, encostado. Entrou na meta.

Menção honrosa: Zélia Gattai – queria muito colocar uma brasileira aqui. Nunca li nada de Zélia Gattai (vergonha!) e pretendo totalmente resolver isso esse ano. A obra escolhida foi ‘Anarquistas, Graças a Deus’ porque eu me interessei muito sobre a obra depois de ler – brevemente – sobre a vida de Gattai e sua família. Me parece que esse livro é um prato cheio para quem gosta de ler relatos históricos.

Postado em: 5 às 5ªs

3 Comentários em “5 às 5as – 5 autores que quero conhecer em 2014”


Avatar
Rodrigo Pereira em 16.01.2014 às 08:54 Responder

Engraçado, eu também tinha um certo temor com a literatura russa. Turgueniêv eu ainda não li, apenas Dostoiévski. Vou colocar “Pais e Filhos” na lista de “Vou Ler” do Skoob pra me dar um ânimo rsrsrs 😉

Avatar
Paty em 16.01.2014 às 10:12 Responder

Olha…conheço muita gente que tem esse temor. Não sei…acho que temos essa idéia de que eles são muito difíceis (e alguns realmente são, mas não é uma regra). Mas vale a pena. Bora colocar na lista e depois comentar na resenha quando sair. 😀

Avatar
Thiago em 22.01.2014 às 04:47 Responder

Pati não tenha medo de Crime e Castigo do Dostoiévski, é uma história excelente, li bem rápido até e gostei muito. Há sim uma barreira contra a literatura russa como se ela fosse rebuscada demais, mas nem vejo assim, Crime e Castigo por exemplo é um livro denso pela discussão interna que o mesmo nos leva.


 

Comentar