5 às 5as – 5 casais marcantes da literatura
por Thiago
em 11/06/15

Unknown

Mantendo a onda do post de ontem e da semana do dia dos namorados vamos a 5 casais marcantes da literatura. Quero aqui mesclar clássicos com casais contemporâneos, heteros e homos. Tenho certeza que muitos casais não estão presentes nesta lista, o amor é tema de tanta história boa que fica difícil elencar só 5 casais. Quis aqui fugir um pouco do óbvio, espero que gostem.

Ah, deixa nos comentários aqueles casais que ficaram faltando na opinião de vocês.

 

1- Lestad e Louis

ecv

Livro: Entrevista com o Vampiro

Autora: Anne Rice

Talvez você conheça estes personagens do filme de mesmo nome, interpretados pelos galãs Brad Pitt e Tom Cruise. No filme e mesmo no livro há apenas uma insinuação de que ambos são casais e com uma filhinha adotada. Recentemente, no lançamento da Hq “Entrevista com o vampiro: a história de Cláudia”, extensão do livro de Anne Rice escrito por Ashley Marie Witter em 2012 essa relação fica bem clara. A própria Anne Rice, em entrevista para lançamento da Hq confirmou que os dois personagens são um casal. Como o livro foi lançado em 1976, era mais fácil deixar tudo mais nas entrelinhas. Sugiro pra quem leu ou viu o filme, rever ou reler, fiz isso e foi fantástico (no caso, revi o filme) e fica bem claro como eles são um casal com uma filhinha.

entrevista-com-o-vampiro-1g

 

2- Clémentine e Émma

aecmq 1

Hq: Azul é a cor mais quente

Autora: Julie Maroh

Agora uma Hq que virou filme, bem bacana por sinal. Nele conhecemos Clémentine, uma garota de 15 anos que descobre o amor ao conhecer Emma, uma garota mais velha que ela e de cabelos azuis. Através do diário de Clémentine acompanhamos suas descobertas acerca do amor. A Hq é uma pintura e a história bem filosófica sobre as relações humanas.

aecmq

 

3- Hazel e Gus

acede

Livro: A culpa é das estrelas

Autor: John Green

Mais um livro que virou filme e febre entre os leitores mais jovens. John Green é um grande hit maker da literatura atual, mas não de graça, o cara é bom mesmo. Aqui a história é bonita e sensível de um casal também diferente.

Hazel é uma jovem de 16 anos que sofre de câncer na tireóide e, graças a uma droga nova, está estabilizada. Sua mãe insiste que a filha vá a uma reunião de um grupo de apoio de jovens com câncer. Lá ela conhece Augustus – ou Gus, um jovem jogador de basquete que perdeu uma perna para o osteosarcoma.

Discutir sobre câncer, doença que se torna cada vez mais próxima de todos (já perdi muita gente importante assim), some a isso a deficiência física e o amor. Te desafio a não chorar com o livro, o filme nem tanto, mas não digo que é um filme ruim, porém há no livro uma maior profundidade nos personagens, sentimentos e relações.

acede.jpg1

 

4- Capitu e Bentinho

dom casmurro

Livro: Dom Casmurro

Autor: Machado de Assis

Dom Casmurro é um dos livros nacionais que mais gosto, porém passei a gostar dele só mais velho. Quando li na escola por obrigação achei um porre, tinha raiva da Capitu, as vezes até do prórprio Bentinho.

Agora relembrando a história me deu vontade de ler mais uma vez o livro. É preciso maturidade e tempo pra entender esse livro. O escolhi não apenas por ser um clássico da literatura nacional, mas por nos mostrar que nem toda história de amor anda por bons caminhos e tem sempre finais felizes.

capitu

 

5- Penélope e Ulisses

odisseia

Livro: A Odisséia

Autor: Homero

Por último um clássico incrível, uma das melhores histórias de todos os tempos. Na hora de escolher este aqui, fiquei na dúvida, pensei em Romeu e Julieta, Tristão e Isolda, mas quis algo mais antigo.

Talvez, ao lembrar da Odisséia de Homero te venha muitas coisas a mente, mas não a história de amor que está no livro.

Penélope era esposa de Ulisses e teve de o esperar por mais de vinte anos. Quando seu pai pediu que se casasse novamente, ela disse que o faria quando terminasse de tecer uma colcha. Durante o dia ela a tecia e durante a noite a desmanchava.

O amor verdadeiro acredita, se entrega, espera, sofre mas está ali. Em meio ao mundo políteista grego, onde a vida dos seres humanos não era nada além de um joguete nas mãos dos deuses o amor de Penélope resistiu.

 

Depois desses 5 casais tão diferentes e variados, desejo a todos amor, muito amor, não só na semana do dia dos namorados, mas sempre.

Boa leitura a todos!

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5as – 5 casais marcantes da literatura”


 

Comentar