5 às 5as – Clássicos para iniciantes
por Patricia
em 23/04/15

Unknown

Ler clássicos pode ser algo traumático. Dependendo do livro e do tipo de pressão que cada um recebe para ler tal livro, algumas pessoas podem sentir que o livro não vale a pena ou que mesmo ler é algo que sempre será cercado de pressões desse tipo. Pessoalmente, eu gostei muito do que li na escola e nunca me senti pressionada ao extremo para ler Machado e etc. De fato, virei fã de Machado justamente ao lê-lo na escola. Mesma coisa com Graciliano Ramos. De qualquer maneira, achei que valeria listar 5 livros clássicos (modernos ou antigos) que vale a pena encarar mesmo se você tem o pé atrás com o gênero.

Sem pressões. 😉

Aliás, são boas dicas também para jovens leitores que talvez você queria incentivar a ler clássicos. 🙂

1 – Os três mosqueteiros – Alexandre Dumas: Um livro que já foi adaptado ao cinema algumas vezes.  Publicado em 1844, até hoje rende uma leitura interessante sobre os reinados da época – com uma crítica no ponto sobre a falta de aptidão do então rei Luis XIII para comandar o reino. Cheio de ação e personagens divertidos e engraçados, Os três mosqueteiros é um clássico que em sua época seria um bom YA/Romance Histórico – algo como o avô desses gêneros. 😉

2 – A verdadeira vida de Sebastian Knight – Vladimir Nabokov: Aqui, acho que o autor é mais clássico que o livro. Porém, acredito que Lolita – reconhecida como a obra prima de Nabokov – não seja um livro aberto a qualquer um. É difícil, para algumas pessoas, seguir um enredo narrado por um pedófilo como uma história de amor. Inclusive, já ouvi de leitores experientes que Lolita foi um pouco demais para eles. Então, para quem quer se aventurar por Nabokov, recomendo começar com A verdadeira vida de Sebastian Knight. Escrito com a maestria típica do autor, o livro tem um enredo simples e poucos personagens. Sem ser extremamente rebuscado, o livro tem uma narrativa carrregada de sentimento e rende uma leitura boa e fluída.

3 – A Revolução dos Bichos – George Orwell: Mais um livro que mesmo se o leitor não entender o contexto político (ou não se interessar por isso) ainda pode ser uma leitura divertida. Quem não gostaria de ler a história de animais se rebelando na fazenda? A verdade é que Orwell é genial em criar contextos políticos e reinterpretar cenas históricas nesse livro com uma história vezes tensa, vezes divertida. Talvez 1984 seja um pouco pesado demais no teor político para quem não se interessa pelo assunto (apesar de ser uma grande distopia). A Revolução dos Bichos é uma introdução de respeito ao autor e um clássico em si.

4 – O Senhor das Moscas – William Golding: Livro que inspirou diversas outras histórias, inclusive o seriado de sucesso Lost. Mais um livro que poderia ser considerado uns dos pais da distopia. Com um enredo centrado em meninos de 10-14 anos (mais ou menos) que acabam perdidos em uma ilha, Golding faz críticas impressionantes da sociedade. Na superfície, é uma boa história sobre meninos brigando, fazendo amizades profundas e se divertindo sem a supervisão dos pais. No fundo, é uma história incrível sobre como a sociedade se organiza, da briga constante de “classes”, do mais forte contra o mais fraco e como a falta de leis aumenta exponencialmente o lado negativo dessa organização.

5 – Moll Flanders – Daniel Defoe: Relançado recentemente pela Cosac Naify em uma daquelas edições sensacionais deles, o livro é capaz de voltar ao radar dos fãs de clássicos. A história é narrada por Moll Flanders que nos conta tudo o que passou na vida. De criança abandonada pela mãe que era ladra a mulher adulta interessada em encontrar um marido rico, Flanders nunca se desculpa pelo tipo de mulher que virou. E mais, sua história é interessante de acompanhar e tem algumas críticas explícitas que a colocam muito à frente de seu tempo.

E vocês? Têm dicas de clássicos bons para leitores que estão começando a se aventurar pelo gênero?

Postado em: Resenhas

Nenhum comentário em “5 às 5as – Clássicos para iniciantes”


 

Comentar