5 às 5as – Desafios literários
por Patricia
em 12/09/13

5

Esse ano decidi dar uma chacoalhada nas minhas leituras. Fiz a lista de livros que queria ler no começo do ano (não sei se dá para perceber que curto uma lista) e percebi que tinha muito do mesmo…chegava a ser previsível. Então, achei que seria uma boa me dar alguns desafios para tornar a coisa toda mais interessante. No total, foram 17 desafios e aqui comento cinco deles que fiz exatamente para me forçar a sair do ‘mais do mesmo.’

Talvez todos os desafios valham um post a parte mais para o final do ano com os respectivos resultados, mas por ora, vamos com 5, apenas:

1 – Ler 1 livro do Dostoiévski: Eu tenho alguns livros do Dostoiévski encostados. Eles ficam ali me encarando, me pressionando. Esse é um autor que me assustava de verdade. Isso porque tentei ler Crime e Castigo numa época totalmente errada e isso abalou aquela confiança de entender as coisas. Achei que nunca conseguiria ler nada dele. Esse ano, já estava na hora de parar de graça e tentar de novo. E deu certo! Li do começo ao fim O jogador. E entendi. E adorei. Dostô e eu agora somos super amigos. Ano que vem ele terá dois espacinhos na minha lista de leituras. Estou prevendo.

2 – Ler 1 HQ: Sou da época da Turma da Mônica. Para mim, quadrinho sempre foi isso. Mas de tanto ver os meninos escreverem sobre HQs sensacionais aqui no Poderoso, resolvi que tinha que fazer alguma coisa e acabar com meu preconceito de que quadrinho era para criança. A primeira experiência foi Joe Sacco que sambou na minha cara e me fez ficar grudada nas páginas do começo ao fim. Gostei tanto que já encomendei mais.

3 – Ler 30 autores que nunca li antes: Esse desafio me dei justamente para parar de ler o que lia sempre. Em dúvida, eu percebi que gravitava para os mesmos autores que sempre me confortaram. Não tem nada de errado nisso mas num mundo tão cheio de obras lindas e ótimas e até menores, sentia que eu acabava negligenciando um monte de gente boa por preguiça de procurar. Com essa “meta”, me forcei a fazer escolhas diferentes na frente da minha estante. Foi sensacional. Descobri autores maravilhosos e que talvez nunca tivesse conhecido sem esse empurrão.

4 – Ler 5 ebooks: No começo do ano meus pais me deram um Kobo de aniversário. Porque eu pedi (eles nem sabiam o que era, veja bem). Prometendo que eu leria ebooks e só compraria os que gostasse de verdade e que isso diminuiria a minha compra insana de livros (menti, Padre, menti) eles me deram um Kobo de traseira lilás. Adorei. Mas foi um desafio ler ebooks. Eu que adoro marcar coisas com cores diferentes, que adoro marcadores de páginas, o cheiro dos livros e até o peso deles, tive que me concentrar para ler ebooks do começo ao fim. Hoje dou adepta dessa religião. Adoro, indico, leio mais e percebi que tenho mais facilidade para carregar muitos, muitos, muitos livros ao mesmo tempo. Sem peso nenhum.

5 – Ler 5 livros que estão há mais de 2 anos na estante: Mas se eu ia ler ebooks, eu também tinha que me empenhar em ler aqueles livros que eu havia comprado há tempos e estavam na minha estante totalmente negligenciados. Então, surgiu essa meta linda. Para cada ebook, eu leria um livro antigo na estante para me sentir menos mal cada vez que eles me olhassem com cara pidona de “leia-me” ou ódio mortal pelo meu e-reader. Mais uma vez, foi surpreendente. Encontrei pérolas ali escondidas que eu já nem lembrava que tinha.

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5as – Desafios literários”


 

Comentar