5 às 5as – Documentários que valem seu tempo
por Patricia
em 22/11/12

Nessa Semana de Cinema, o Poderoso traz 5 documentários muito interessantes e excelentes em qualidade e contexto. De assuntos variados, são documentários que valem a pena  assistir. =)

1 – Tiros em Columbine – Michael Moore: Produzido em 2002, o documentário apresenta um assunto pesado: crianças matando crianças. Nos Estados Unidos, onde as leis pertinentes a porte de arma são firmes para garantir à população um senso de “segurança”,  houve (e pode-se argumentar que ainda há) uma epidemia de assassinatos em massa cometidos por pessoas que enxergam nessas armas o seu meio de vingança. O documentário trata especificamente de um dos maiores massacres estudantis do país quando dois amigos entraram em uma escola e atiraram a esmo. Muito mais do que culpar alguém, Moore nos mostra que há uma conversa importante a ser travada no país: sarmar-se será mesmo um direito de uma população livre?

2 – Paradise Lost – 3 capítulos – Joe Berlinger and Bruce Sinofsky: filmado em 3 capítulos por um período de 18 anos, esse documentário é simplesmente excepcional. Os diretores acompanham a história de 3 jovens (o mais novo tinha 14 anos) que são acusados de assassinar 3 meninos na região de West Memphis no Arkansas. O julgamento ficou famoso na época por sua falta de estrutura e de provas contra os 3 adolescentes que estavam sendo julgados. Uma confissãofeita à base da tortura psicológica e a perda de provas por parte de uma polícia despreparada fizeram com que 2 fossem condenados à prisão perpétua e o outro à morte. Foram 18 anos de apelações e apresentação de novas provas até que o Estado entendesse que havia cometido um terrível erro. O documentário é fantástico e nos apresenta o caso pela ótica dos familiares da vítima, dos presos e da polícia apontando logo no começo a um erro que demoraria muito mais do que o humanamente suportável para ser corrigido.

3 – A história de Pat Tillman – Amir Bar-Lev: Pat Tillman era um jovem atlético, inteligente, jogador de futebol americano e vivia o sonho de ter uma carreira no esporte. Quando a guerra ao Afeganistão foi declarada, Tillman abriu mão de um contrato de USD 3,6 milhões e se alistou no exército. Apesar de ser abertamente contra a guerra, Tillman acreditava que cumpria seu dever como cidadão. Mal sabia ele que sua morte seria torcida pelo Governo Americano para deixar a população enfurecida com os inimigos quando, na verdade, Tillman foi morto por fogo amigo por causa de um erro grotesco do exército. Seus pais  lutaram até que os Generais militares reconhecessem a verdade perante a nação. Um documentario forte que atinge direto na jugular dos defensores da guerra.

4 – Miss Representation – Jennifer Newson: Comentei um pouco sobre esse documentário na resenha de Feios há algum tempo. O documentário produzido por uma ex atriz e atual produtora, apresenta a mulher retratada pela mídia americana hoje. A forma como a mídia reage a mulheres no poder é absurdamente real e retoma uma tentativa de classificar as mulheres como uma coisa ou outra. É um debate que começou há algum tempo e não deve terminar logo. Apesar de focar nos Estados Unidos, muito do que é apresentado, pode ser facilmente aplicado no Brasil. A melhor parte é que dá para ver todo o documentário online e legendado: http://www.youtube.com/watch?v=7ADwg9fBEB0

5 – The Corporation – Mark Achbar: Documentário super necessário para quem quer conhecer um pouco melhor sobre a criação das mega organizações que conhecemos hoje e que estão tão presentes em nossas vidas diárias. O documentário traz informações importantes para quem as odeia e para quem as defende provando que os argumentos podem ser bem construídos por ambos os lados. De crucificadas a salvadoras, as corporações são, muitas vezes, ambas as coisas ao mesmo tempo. Mark Achbar nos dá os fatos para que cada um tome sua própria decisão. (A resenha do Gabriel, aliás, está muito boa).

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5as – Documentários que valem seu tempo”


 

Comentar