5 às 5as – Literatura latina (Sem Gabo)
por Patricia
em 11/04/13

3367-read-a-book-500-337_large-320x215

Mais um 5 às 5as e, hoje, vamos falar de 5 livros para quem quer conhecer mais a bela literatura latina. São bons livros que mais do que recomendo e que, com certeza, merecem um cantinho na sua lista de leituras próximas. E prometo que não vou falar de Gabo porque que já dediquei um 5 às 5as inteiro para ele. 😉

1 – Travessuras da menina má – Mario Vargas Lllosa (Peru): um brilhante livro desse ganhador do prêmio Nobel. Usando as palavras de Ragner em sua ótima resenha do livro: “A história percorre o tempo, percorre o espaço, percorre amores, dores, sentimentos, encontros e desencontros.” É uma construção bonita de relacionamentos sinceros que funcionam ou não, mas que marcam os envolvidos de alguma forma e nos é apresentado de uma maneira real.

2 – A sombra do vento – Carlos Ruiz Zafón (Espanha): Depois de ler esse livro, Zafón entrou no meu rol de autores preferidos. A sombra do vento é um livro fantástico e o autor consegue descrever tudo de maneira poética que chega a nos passar o “gosto” das cenas. Ele consegue fazer com que cores saltem das páginas, personagems pareçam seus amigos de longa data e que Barcelona seja quase minha cidade natal. Zafón tem um poder de descrição como poucos (e vou repetir isso na resenha de Marina – que recomendo também).

3 – Os três mosqueteiros – Alexandre Dumas (França): Aqui é uma chance da criançada ler um belo livro sem sentir que está fazendo um super esforço para entender alguma coisa. Li esse livro há algum tempo e me encantei com a história a ponto de buscar assistir a todos os filmes adaptados dessa história. Com certeza, a história de Athos, Porthos e Aramis influenciou meu lado leitora de maneira importante. Acredito que seja uma bela introdução para jovens leitores no mundo do “clássico”.

4 – Festa no Covil – Juan Pablo Villalobos (México): Já falei desse livro algumas vezes mas vou recomendá-lo novamente. É um livro de menos de 100 páginas que apresenta tudo o que esperamos de uma história bem desenvolvida: sentimentos intensos, personagens bem construídos e um enredo que flui brilhantemente bem. Além disso, Villalobos incorpora bem aspectos da cultura mexicana (nem sempre positivos) que acrescentam mais camadas para a história.

5 – Pedro Páramo – Juan Rulfo (México): Eu não citei Gabo mas vou citar Rulfo – que influenciou Gabo (porque eu não aguento). Pedro Páramo é um livro cheio de fantasias e lindamente escrito. Rulfo usa as palavras de maneira a compor perfeitamente as cenas mais inusitadas possíveis (algo que, acredito, já ficou claro que chama muito minha atenção). Também é um livro curto e rápido de ler mas com um conteúdo que supera, em muito, seu número de páginas.

Menção honrosa para Estrela Distante de Roberto Bolaño (Chile). 😉

Postado em: 5 às 5ªs

2 Comentários em “5 às 5as – Literatura latina (Sem Gabo)”


Avatar
Jonathan em 15.06.2013 às 21:17 Responder

Faltou um Gabriel García Márquez, mas a lista parece muito válida. xD

Avatar
Paty em 15.06.2013 às 21:21 Responder

Oi Jonathan, na verdade fizémos essa sem Gabo porque tem uma que dedicamos inteiramente a ele: http://www.opoderosoresumao.com/5-as-5as/5-as-5as-livros-de-gabo

=D
Porque ele merece. rs


 

Responder para Jonathan





Clique para cancelar a resposta