5 às 5as – Livros e HQs sobre Guerras
por Gabriel
em 13/11/14

3367-read-a-book-500-337_large-320x215

Quinta é dia de lista! E vamos falar hoje sobre um assunto complicado. As guerras são sempre períodos terríveis da história da humanidade. E até por isso, marcam as pessoas que vivem essas experiências, marcam o seu tempo e os locais onde acontecem. E se tornam material fértil para livros, quadrinhos e todo tipo de obra que tenta entender o ocorrido.

Listo abaixo 5 ótimas obras que utilizaram esta fonte para falar, de diferentes pontos de vista, sobre estes períodos de exceção.

joesaccosaravejo

1 – Sarajevo – Joe Sacco

Este quadrinho já foi resenhado aqui no blog. Nele, Joe Sacco faz um excelente retrato da guerra entre sérvios e muçulmanos que destruiu a região da antiga Iugoslávia, em especial a Bósnia-Herzegovina. A guerra aconteceu nos anos 90 e Sacco retrata, com desenhos de muita qualidade, o que obteve de informações e relatos de pessoas que viveram este momento. A alta qualidade do trabalho jornalístico de Sacco, combinada à qualidade da sua arte, tornam esta obra fundamental para entender a vida dos que passaram por este período e os aspectos humanos da guerra.

maus

2 – Maus – Art Spiegelman

Esta é uma obra do tipo que se deve mostrar a qualquer pessoa que alegar que quadrinhos são coisa de criança e que não são arte. Não que as obras de Joe Sacco não façam também parte desse seleto grupo, mas Spiegelman se serve de alguns recursos que fazem Maus uma obra única. O período retratado é o da Segunda Guerra Mundial, entre o final da década de 30 e a primeira metade da década de 40. O foco é no Holocausto, o genocídio de judeus levado a cabo pelo governo alemão da época. Acompanhamos a vida do pai de Spiegelman, segundo a sua própria versão. O autor e seu pai são mostrados como personagens e a história se passa nos relatos do velho homem. Para ilustrar de forma marcante a situação da época, os judeus são retratados como ratos e os nazistas como gatos. As cenas em preto e branco são fortes e não é possível ler esta HQ sem se emocionar com algumas passagens. Obra básica.

Catástrofe

3 – Catástrofe – 1914: A Europa vai à guerra – Max Hastings

Catástrofe é um livro que aborda uma guerra de forma totalmente diferente dos dois citados anteriormente. Aqui o foco é nos fatos. O período estudado é o ano de 1914, o primeiro ano da Primeira Guerra Mundial. A análise se inicia ainda antes do estopim da guerra e segue até o momento em que o conflito já se expandiu e abrange a Europa inteira. Hastings é um historiador capaz e descreve fatos à exaustão, enchendo mais de 700 páginas com informações do período. É uma obra fascinante para entender o período e até mesmo identificar semelhanças em situações que ainda hoje acontecem na política internacional. Bem mais difícil do que as duas anteriormente citadas, mas ainda assim recomendada se a ideia é conhecer o conflito.

A Insustentável Leveza do Ser

 

4 – A insustentável leveza do ser – Milan Kundera

Outra obra diferente das outras. A Insustentável leveza do ser é um romance escrito por Milan Kundera. O livro se tornou um sucesso na década de 80 e narra a história de um casal. O período retratado é o da invasão russa à Tchecoslováquia, em 1968. A guerra aqui não é protagonista, mas dá o tom e o contexto para toda a história. Uma abordagem completamente diferente das citadas acima, em que o foco é muito mais no impacto psicológico e prático que uma situação como essa tem na vida das pessoas que tentam levar sua existência normalmente.

Os Canhões de Navarone

5 – Os Canhões de Navarone – Alistair MacLean

Finalmente, para fechar com mais uma perspectiva diferente, temos Os Canhões de Navarone. O livro é mais conhecido por sua versão para o cinema, rodada nos anos 60. O roteiro é passado na Segunda Guerra Mundial e conta a história de uma equipe do exército aliado que é enviada para destruir um forte alemão. A história da operação e dos participantes da equipe é então contada com muita ação e com todos os conflitos que existem em equipes com objetivos críticos e complexos como esse. É um romance de ficção bem interessante e que utiliza a temática da guerra como seu carro chefe. Ótimo para quem gosta de leituras com muita ação.

E assim fecho a lista! São 5 leituras interessantes, mas de perfis bem diferentes. Cada uma aborda o mesmo assunto (a guerra) de maneira diferente, mostrando como é possível mudar a perspectiva sobre um mesmo objeto ou período.

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5as – Livros e HQs sobre Guerras”


 

Comentar