5 às 5as – Melhores leituras do ano
por Patricia
em 04/12/14

5 (1)

Época de retrospectiva!! Eu adoro, só que nunca. Dezembro é o melhor mês do ano, para mim, geralmente porque é o último. E 2014, particularmente, não foi muito fácil. Mas vamos focar nas coisas boas, vamos falar de livros incríveis que li esse ano. Ainda tenho 11 livros na minha lista para fechar esse ano, não sei se vou conseguir ler tudo até dia 31, mas caso algum desses mereça um lugar aqui na lista, eu a atualizarei depois.

download

1 – A cabeça do Santo – Socorro Acioli: Resenhei esse livro para o Murmúrio Pessoais que, infelizmente, não existe mais. Mas eu vou dizer para vocês que esse foi, tranquilamente, um dos melhores livros que li no ano. Com um toque de realismo mágico à lá Gabriel Garcia Márquez, Acioli nos apresente a uma história linda de um jovem procurando por sua família e suas raízes e que acaba se envolvendo em uma aventura muito mais profunda. É um livro para devorar – li em 2 dias. O fato dela ser brasileira apenas soma à minha alegria  de ter encontrado esse livro. Definitivamente, Acioli merece mais e mais atenção.

download (1)

2 – Norte e Sul – Elizabeth Gaskell: Esse foi o clássico do ano, para mim. Li alguns outros como Jane Eyre (muito excelente); A mão e a luva (Machado lindo); Noites Brancas (Dostô arrasando na história de friend zone) e Morte e Vida Severia (que é tão lindo que dói). Mas esse será o ano de Gaskell na minha lista. Norte e Sul é tão incrível, tão impressionante e tem tantas camadas que me senti uma imbecil por não ter lido antes. A história que à primeira vista pode parecer um romance bobinho entre uma menina pobre e um homem rico, trata muito de luta de classes, a revolução industrial e a desumanização das pessoas pelo salário no final do mês. Na Inglaterra, a BBC fez uma mini-série que vou comentar sobre na Semana de Cinema desse mês. Aguardem.

Unknown

3 – Nu, de botas – Antonio Prata: Quem segue este humilde blog há algum tempo sabe que sou fã de crônicas. Adoro quando encontro livros de crônicas porque, normalmente, é uma leitura rápida e divertida. Mesmo com isso em mente, eu não estava preparada para o quanto eu me diverti lendo Nu, de Botas de Antonio Prata. Eu sigo o trabalho dele na Folha e gosto bastante. Mas Nu, de botas vai muito além. Comentei na resenha que li no ônibus voltando para casa e não consegui parar. Ri alto, ri baixinho, disfarcei as lágrimas de tanto rir em alguns momentos. Valeu cada centavo.

Unknown

4- Os livros que devoraram o meu pai – Afonso Cruz: Curto, voltado para o público infantil mas totalmente adorável. Li sem expectativa nenhuma, não sabia nem sobre o que era a história, mas foi incrível. Foi uma surpresa das mais felizes. Todo o enredo é encantador e falou muito com a minha “criança” interior (sem piadinhas!). Eu acho que não dou crédito o suficiente para a literatura infanto-juvenil ou jovem quando é bem feita. Não sei, a gente cresce e esquece que a imaginação é sempre uma terra que vale a pena ser visitada. Livro para se ler em um dia, se muito.

download

5 – Reparação – Ian McEwan: Esse foi o livro que escolhi para o desafio do tigre do mês de Março. O tema era um livro que já tinha sido adaptado para as telonas. Reparação no cinema virou Desejo e Reparação. A história se passa na década de 1930 e é uma bela obra de traição, imaginação fértil e muita muita tristeza. É um enredo que acaba amarrado de maneira incrível e surpreendente. É uma montanha russa de sensações (que podia bem ser uma frase de um pagode). A adaptação para o cinema é fiel e acho que fez jus ao livro, mas leia o livro. Eu prometo que é bom. 😉

Menção honrosa: Eu receberia a pior notícia dos seus lindos lábios – Marçal Aquino: U-A-U.

Postado em: 5 às 5ªs

2 Comentários em “5 às 5as – Melhores leituras do ano”


Avatar
Juliana em 04.12.2014 às 09:43 Responder

Aaaahh que difícil! 2014 foi um ano muito bom nesse departamento:
Mas vamos tentar:

1) Queda de Gigantes: ao longos de suas quase 900 páginas, é impossível se desprender de todos os personagens. Eu amei pois foi o primeiro livro que lí sobre guerras que mostra a visão (também) da classe trabalhadora, não dando ênfase apenas àqueles que sempre aparecem nos livros de História como heróis.

2) Persépolis: ganhei de aniversário no ano passado (esse ano) e devorei em dois dias. Além de ser cońafa como história em quadrinhos (amor, amor e mais amor!) conta a comivente história de uma menina irãniana convivendo num país conservador, machista e que está sempre em Guerra. Lágrimas são esperadas.

3) A Menina que Roubava Livros: era comum as pessoas me pararem no café ou no ônibus / metrô pra me pergutarem o que tinha acontecido ou se estava tudo bem, porque a ada 4 páginas, eu chorava por uns 18 minutos. Acho que dispensa apresentações.

4) Maus: tá no meu Top 3 da vida! Mais uma história de guerra retratada em quadinhos (ou seja, mais amor!). Conta sobre o terrível período da Alemanha nazista e todos os personagens (judeus) são retratados como ratos. Além disso, mostra a difícil relação que Vladek tinha com seu pai. É simplesmente incrível!

5) Gracias a la vida: Cid Bemjamin conta a sua história como militante da MR-8 na época da Ditadura, retratando a prisão, as torturas e o exílio, assim como conta alguns fatos sobre o PT na década de 90. Livro forte e Cid não nos poupa dos detalhes fortíssimos de cada uma das torturas.

E é isso! 🙂

Avatar
Paty em 04.12.2014 às 09:48 Responder

Ahhh!!! Me falta ler esse 5, mas os outros 4 tô contigo. Livros sensacionais, muitoooo boas escolhas. 😀


 

Comentar