5 às 5as – Os 5 melhores autores do ano/ Paty
por Patricia
em 13/12/12

Bora comentar os 5 autores que me surpreenderam esse ano? Comento sobre autores que eu ainda não conhecia até esse ano e que, de alguma forma, já me incentivaram a ler mais coisas que escreveram.

1 – Virgínia Wolf – Acho que falar qualquer coisa sobre Virgínia (ou Vivi para os mais íntimos) é superficial. Ela tem trabalhos que falam por ela e muito bem. É difícil explicar como demorei tanto para encontrá-la se toda (ou quase toda) a cultura feminista bebe de sua fonte também. Por ser um tema que me interessa (e não apenas porque nasci menina; e isso não é desculpa para não se interessar pelo assunto) li Profissões para mulheres e outros artigos feministas e me surpreendi totalmente. Virgínia era passional ao extremo – o que diziam que as mulheres nunca devem ser no âmbito profissional. E eu sempre gosto de mulheres que não se importam com isso.

2 – Ray Bradbury – Bradbury é um autor que você lê e fica se perguntando porque demorou tanto para chegar até aqui. Com sua capacidade de descrição rara e uma originalidade interessante, seu clássico Fahrenheit 451 é simplesmente fantástico. Não apenas fechei o livro analisando o mundo e bom…PENSANDO, como imediatamente quis ler mais coisas do autor. Esse é sempre um sentimento raro que gosto quando aparece. Brabdury certamente estará nas listas de leituras próximas.

3 – Suzanne Collins – Sim, uma autora de literatura jovem. Me julguem. Na imensa maré que surgiu nos últimos anos de distopias “jovens”, a trilogia de Jogos Vorazes, com certeza, chamou minha atenção. A idéia de utilizar aspectos tão políticos de um país e desenvolver uma história interessante sobre jovens que buscam condições melhores de vida e aprendem a dura lição de que trocar uma ditadura da minoria pela da maioria, não é um excelente negócio. A trilogia vale a pena.

4 – Juan Pablo Vilallobos – QUE talento para falar de algo horrível usando palavras e cenários doces e delicados. Em seu Festa no covil, Vilallobos aborda o tráfico mexicano do ponto de vista de uma criança inocente e alheia aos acontecimento à sua volta. A forma de escrever sem julgar suas personagens faz com que o leitor consiga participar do cenário ativamente e entender completamente o que está acontecendo. O livro é uma obra-prima.

5 – Charles Bukowski – Ele estava na minha lista de leitura há algum tempo e esse ano, finalmente, consegui ler alguma coisa de Bukowski. Direto, objetivo e engraçado, o autor escreve como se não se importasse para o que dizem ou pensam dele. Cartas na rua é um exemplo perfeito disso. É um autor que nos ajuda a ver que nada na vida vale a pena se você não souber rir de si mesmo e da sua situação – que seja boa ou ruim. Algo que ainda estou tentando aprender.

Postado em: 5 às 5ªs

2 Comentários em “5 às 5as – Os 5 melhores autores do ano/ Paty”


Avatar
Aline em 13.12.2012 às 08:53 Responder

Muito interessante suas observações sobre as obras! Adicionei á minha lista de leitura!
Bjos!

Avatar
Paty em 13.12.2012 às 09:52 Responder

Oi Aline, você já leu algum desses livros ou autores? Gostou? 🙂


 

Comentar