5 às 5ªs – Resenhas favoritas de 2013/Gabriel
por Gabriel
em 12/12/13

5 (1)

E lá vamos nós, dar sequência ao trabalho de listar as 5 resenhas preferidas do ano! Ordenei por data de publicação, para não ser injusto.

Falcão-Meninos do Tráfico – Resenha do Ragner lá pelos idos de janeiro. O livro fala de mais uma das realidades do Brasil, sem rodeios e contando a vida de participantes do dia a dia do comércio ilegal de drogas. A resenha foi direta ao ponto e bem escrita.

“Indico não somente como material para conhecimento, mas também para análise de como existe um mundo além do que nossos olhos estão acostumados a observar e ainda é possível entender que isso pode ser apenas a ponta do iceberg.”

Adeus, Lênin – Este é um filme que retrata de forma engraçada a Alemanha comunista e sua mudança após a queda do muro de Berlim. A boa resenha da Paty passa o tom do filme, que entrelaça brincadeiras para refletir a ambientação da época.

“Mas nada supera a verdadeira operação cinematográfica que Alex cria para explicar para sua mãe porque uma bandeira da Coca Cola surgiu na parede do prédio da frente: ele convoca seu amigo para interpretar um âncora de jornal e cria a falsa notícia de que a Coca sempre foi uma bebida socialista mas que havia sido roubada pelo outro lado. Agora, o Leste havia reconquistado sua bebida.”

Diário de Fernando – O material de leitura sobre a Ditadura Militar brasileira é vasto, fazendo com que seja ainda mais incompreensível a posição de alguns a respeito dos acontecimentos. Como mostrou a resenha da Paty, Diário de Fernando é um daqueles livros que desafiam o leitor a passar por todas as páginas sem tomar partido. Excelente para dar de presente de fim de ano aos bons e velhos viúvos dessa época.

“Esse não é um livro fácil de ler se você tem algum sensibilidade a atrocidades alheias. Desde o começo, o livro vai criando um nó no estômago que, às vezes, demora para passar. Ele não me deixou com uma ressaca literária mas enquanto outros livros do mesmo tamanho (de 280 páginas) eu leria em uma semana, esse exigiu mais tempo porque depois de ler algumas coisas, eu simplesmente não conseguia ler mais nada.”

Enterrem meu coração na curva do rio – É raro ver índios americanos como protagonistas em roteiros; estamos acostumados ao faroeste e a ver figuras de feições indígenas sempre do outro lado. Este livro mostra um pouco do que acontecia do outro lado, ao narrar a luta entre os colonizadores e os nativos. A resenha da Paty explicou bem o contexto da obra, deixando o leitor com vontade de ler.

“A imagem do nativo, muito tempo depois, ainda era a de inimigo já que a História é sempre contada pelo lado vencedor. O que esse livro nos apresenta é justamente o ponto de vista de quem perdeu muito mais do que apenas território. Dee Brown nos apresenta uma outra versão do que já conhecemos. E os números são assustadores.”

Morte Súbita – Desde que JK Rowling, a autora de Harry Potter, escreveu este livro, tive muita curiosidade em verificar como seria a transição da escritora entre o mundo infantil e o adulto. A resenha da Paty terminou de me convencer que esta seria uma boa leitura e ainda traçou justos paralelos com a realidade de cidades brasileiras.

“O cenário está traçado: alguns conselheiros querem, de toda forma, fechar uma clínica de reabilitação da cidade e mudar as regras para o bairro…não desejado. Não posso atestar para outros Estados, mas em São Paulo, esse cenário é quase natural. Quem não se lembra do papo de “gente diferenciada” quando surgiu a idéia de um metrô no rico e antigo  bairro de Higienópolis? É….algo do tipo.”

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5ªs – Resenhas favoritas de 2013/Gabriel”


 

Comentar