5 às 5ªs – Documentários
por Ragner
em 24/09/15

5 às 5as

Dia de lista e muitas vezes ficamos matutando o que poderíamos listar para nossos leitores. Há dias em que tudo sai facilmente e há dias em que precisamos mesmo refletir no que poderia chamar a atenção e merecia ser listado aqui. Hoje me atei ao que já temos aqui resenhado, me senti disposto a apontar alguns documentários que temos em nossa “biblioteca” e que valem a pena serem colocados novamente em evidência. Venha conosco nessa quinta saber um pouco mais sobre alguns documentários que podem te ensinar algo.

 

Muito Além do Peso

 

1 – Muito Além Do Peso: Muito Além do Peso é um documentário em que vemos uma moça percorrendo diversas partes do Brasil e entrevistando famílias sobre seus hábitos alimentares. E o que descobrimos é alarmante: replicando um movimento que já ocorreu e continua a ocorrer nos Estados Unidos da América, o Brasil caminha a passos largos para uma população obesa e sedentária. Nas palavras (não exatas, escritas aqui pelo que lembro) de um dos entrevistados, “a geração dos nossos filhos está destinada a viver menos que a nossa”.

 

20_centavos

 

2 – 20 Centavos: “O documentário ’20 centavos’ de Tiago Tambelli fala exatamente do que você pensou: das manifestações de Junho de 2013 que nasceram a partir do Movimento Passe Livre e a importância de barrar o aumento da tarifa em várias cidades do Brasil. Aquelas manifestações resultaram em algo que, sinceramente, acho que ainda não conseguimos ver totalmente. Depois do fatídico dia em que a polícia encurralou e bombardeou a Praça Rooselvelt em São Paulo com gás lacrimogêneo, muito aconteceu, muito se debateu e as pessoas ainda estão nas ruas.  Tudo certo e, de resolvido mesmo, só sabemos que a tarifa não aumentou. Por enquanto.”

 

 

3 – Um Lugar Ao Centro: “O documentário foi rodado em 2011, momento em que se discutiam os rumos da região central, principalmente devido ao projeto Nova Luz. Este projeto foi criado em 2005 pelo então prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e previa a derrubada quase completa do bairro da Luz, seguida de uma reconstrução; tudo sob a justificativa de eliminar a chamada cracolândia. O filme se dedica, portanto, a expor as contradições deste discurso e as opiniões dos moradores e comerciantes da região, radicalmente contra. Existem também representantes da prefeitura da época, defendendo os argumentos do projeto.”

 

guerra-a-democracia

 

4 – A Guerra Contra A Democracia: “Minha primeira impressão sobre o documentário, foi de que ele não se parece com as propagandas políticas que assistimos em nosso Brasil, que fala muito a respeito sobre mudanças e melhorias sociais, pois aqui tudo vem se mostrando verdadeiro. Somos apresentados a uma classe média alta que vai perdendo poder político na Venezuela e a muitos programas anti-governo existentes. Podemos entender que a classe afetada pela ação do governo é a ricas e os pobres vivem em condições melhores desde a chegada de Hugo Chavez ao poder. É impressionante toda a apresentação dos fatos que tentam execrar o presidente Venezuelano e como tudo não passou de uma tentativa, frustrada, do imperialismo Ianque, que há anos tenta destruir a democracia de vários países e fazemos seguir os interesses dos Estados Unidos. Nem que para isso eles precisem atacar, conquistar, controlar e manter tudo isso em segredo.”

 

223316

 

5 – Sabotage: o maestro da Canão: Posivitamente, o longa busca desmistificar a carreira de Sabatoge. Depoimentos de parceiros de cena como Rappin’ Hood, Helião e Sandrão (ambos do RZO), B Negão, Mano Brown (Racionais Mc’s) menbros do Coletivo Instituto e o próprio rapper (que surge em vídeo gravado em 2002) revelam o surpreedente processo criativo do rapper. Sempre atento a tudo ao seu redor, musicalmente Sabota era tão versátil que assustava os desavisados. Sem receio, o músico durante as gravações de seu único rebento afirmava ser admirador e ouvinte do trabalho de cantoras pop como  Sandy e de bandas de rock como Iron Maiden.

 

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5ªs – Documentários”


 

Comentar