5 às 5ªs – Documentários originais Netflix
por Thiago
em 31/03/16

5-às-5as-320x477

Nesta terça começamos uma nova coluna aqui no Poderoso (se não viu ainda clica aqui), vamos resenhar produções originais Netflix. Resolvi entrar no clima e fazer uma lista com documentários (seriados ou não) originais da operadora de streaming.

Pra quem gosta de documentários a Netflix disponibilizou diversas pérolas no seu catálogo, o mais legal é que uma parte destas jóias são suas. Já fiz e desfiz diversas vezes minha conta Netflix, mas a partir do momento que resolveram ser produtores de conteúdo, e de bom conteúdo, isso me fisgou. Sei que é clichê, mas esse é o futuro do entretenimento em vídeo. Aqui no Brasil não temos ainda concorrentes de peso para a “emissora”, mas imagina se a moda pega e outras companhias resolvam aderir a produção de conteúdo audiovisual de qualidade via streaming? Seria esse o fim da Tv? Já conheço várias pessoas que não possuem tv por assinatura ou aberta, mas assinam Netflix.

Todo mundo já fala de séries aclamadas como Demolidor, House of Cards, Jessica Jones e Better call Saul, mas na minha opinião (que não vale uma moeda de cruzado novo) o grande ouro deles está aqui, nos documentários.

Então chega de baboseira e vamos a lista:

Chefs table

Dirigido por David Gelb (O sushi dos sonhos de Jiro) este documentário é uma série da Netflix com capítulos de mais ou menos 50 minutos. A primeira temporada, e punica disponível ainda, tem seis episódios e cada um deles apresenta um chef de cozinha distinto com histórias pessoais e profissionais incríveis.

No caso: Massimo Bottura (Itália), Francis Mallmann (Argentina), Dan Barber (Nova York), Niki Nakayama (Los Angeles), Magnus Nilsson (Suécia), Ben Shewry (Austrália).

Chelsea does…

Temos aqui mais um documetário em formato de série produzido pela Netflix. Dirigida e produzida por Eddie Schimidt, a série traz a comediante e atriz Chelsea Handler, que aborda assuntos controversos e atuais em quatro episódios, que são: casamento, Silicon Valley, racismo e drogas. De maneira diferente, engraçada e controversa, Chelsea entrevista especialistas e pessoas ligadas aos assuntos pisando em tabus sem cerimônia.

Winter on Fire: Ukraine’s Fight for Freedom

Dirigido por Evgeny Afineevsky, este documentário fala sobre o período de 93 dias, entre 2013 e 2014, em que a população da Ucrânia viu um movimento estudantil crescer e se transformar em uma revolução.

Um filme pesado, forte e que foi um dos concorrentes ao Oscar de melhor documentário este ano, perdendo para Amy (documentário sobre Amy Whinehouse). Vale ressaltar que outro documentário Netflix concorreu na categoria, no caso WHAT HAPPENED, MISS SIMONE?

The Square

Com este documentário uma produção Netflix, foi pela primeira vez indicada ao Oscar, e isso ocorreu em 2014. Dirigido por Jehane Noujaim, o filme traz uma leitura subjetiva pelos acontecimentos ocorridos após a queda de Mubarak em 2011 no Egito, há quase três anos, através dos olhos dos ativistas. O interessante é mostrar a relação da população revoltosa com um lugar, a praça Tahir no Cairo.

Vale ressaltar que este filme é exclusivo Netflix e não produzido por eles. A diferença é simples, o site comprou os direitos do filme.

The short game

Dirigido por Josh Greenbaum, lançado em 2013, nos traz a história dos finalsitas do campeonato mundial de golfe, só que campeonato infantil. Filme fofo e pesado ao mesmo tempo. Traz entrevistas com lendas do esporte e acompanha a preparação dos competidores mirins para o campeonato.

Até onde consegui pesquisar a relação da Netflix com este documentário é similar a em The Square.

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5ªs – Documentários originais Netflix”


 

Comentar