5 às 5as – Filmes com trilhas sonoras viciantes
por Patricia
em 24/10/13

5 (1)

Na 2a feira postei a resenha de Across the Universe – filme que tem como característica central a discografia dos Beatles e para essa 5a feira, fiquei pensando em filmes com aquelas trilhas sonoras tão fantásticas que você sai do cinema murmurando a música que fica na sua cabeça por um bom tempo. Listo aqui 5 filmes que tiveram esse efeito comigo além do Across the Universe. Resolvi também não incluir musicais aqui porque aí também seria muito fácil.

1 – Django Livre – Quentin Tarantino: Coloquei o mais recente filme do Tarantino representando TODOS os filmes do Tarantino. Não consigo escolher apenas um. O cuidado do diretor em incorporar músicas que tenham ligação direta com o enredo do filme já é conhecido e acredito que em Django ele se superou. Unir James Brown e Tupac foi algo que realmente não tinha como dar errado e ninguém pensou nisso antes. Menção mais do que honrosa para Pulp Fiction que entre cenas de assassinato e loucuras individuais te dá aquela vontade de dançar no meio do filme.

2 – Meia noite em Paris – Woody Allen: Um filme em que Allen brilha com um roteiro que nos apresenta a Paris dos anos áureos com a Paris atual e uma trilha sonora que nos ajuda na viagem de ida e volta. Let’s do it de Cole Porter tem um espaço especial para mim porque pessoalmente adoro Porter. Para quem gosta do estilo, a trilha sonora desse filme é um prato cheio.

3 – A primeira noite de um homem – Mike Nichols: Um dos meus filmes preferidos com um Dustin Hoffman estreante e já fantástico. Mas além de um boa história com atuações ótimas, a trilha sonora comandada por Simon & Garfunkel dá um brilho especial. Mrs. Robinson e a linda The Sound of Silence tornaram-se clássicos e, para mim, é impossível ouvir qualquer uma delas sem pensar no filme.

4 – O Grande Gatsby – Baz Luhrmann: Já comentei sobre o filme aqui e quero registrar o quanto adorei a trilha sonora dessa versão de O grande Gatsby dirigida por Jay Z. Eu não esperava grande coisa mas eles conseguiram unir o atual com o clássico e fazer tudo casar extremamente bem. Destaque para a incrível versão de Jack White para Love is blindness do U2 que ficou, na minha humilde opinião, melhor que a original. Por muito.

5 – Os embalos de sábado a noite – John Badham  : Digam o que quiserem, mas quase nenhum trilha sonora teve o impacto que essa teve – desde definir o estilo de uma geração até apresentar ao público um gênero musical diferente de tudo o que havia até então. E por mais que hoje possa ser brega, se você nunca ouvir nenhuma dessas músicas enquanto corria na esteira – ou no meu caso, fingia – você não sabe a animação que disco music pode trazer. Tire sua calça boca de sino do armário e divirta-se.

Menção honrosa para a trilha sonora de Once – filme europeu que traz uma das trilhas mais tristes do mundo só que fantásticas com duas vozes lindíssimas.

Postado em: 5 às 5ªs

2 Comentários em “5 às 5as – Filmes com trilhas sonoras viciantes”


Avatar
Daniel Andrade em 29.09.2014 às 17:01 Responder

O filme OS Infiltrados (Departed, The, 2006) também vale a pena conferir. Tanto o filme quanto à trilha. Fantástico!

Avatar
Paty em 29.09.2014 às 18:33 Responder

Ah!!! Excelente lembrança!
Obrigada. 🙂


 

Comentar