5 às 5ªs – Palpites para o Oscar 2016
por Bruno Lisboa
em 25/02/16

oscars-2016-poster-410x600

Próximo domingo, 28 de fevereiro, o mundo tomará conhecimento de quem serão os grandes vencedores do Oscar 2016. Desde a apresentação dos indicados muitas de especulações de quem levará as estatuetas para casa tem sido feitas.

Como vocês puderam acompanhar por aqui, muitos dos filmes correntes passaram (e ainda passarão) pela nossa análise. Como assisti a todos as obras indicadas à melhor filme me senti à vontade para dar os meus palpites em algumas categorias.

Para tentar fazer “justiça”, tal como crítico Pablo Vilaça faz anualmente, cada uma das previsões será seguida por breves comentários onde direi quem vencerá e, se necessário, quem de fato deveria levar o prêmio. Sem mais delongas vamos lá!

Melhor Filme

Quem vence: O Regresso.

Quem deveria vencer: Apesar de Alejandro G.Iñarritu ser o queridinho da vez, há um certo equilíbrio nesta categoria, pois todos os filmes indicados são dignos de nota. Dada a sua importância e temática gostaria que Spotlight vencesse.

Melhor Diretor

Quem vence: Alejandro G.Iñarritu

Quem deveria vencer: Alejandro G.Iñarritu. Por mais que O regresso não seja tão inovador em sua narrativa, a direção é tecnicamente impecável e digna de premiação.

Melhor Atriz

Quem vence: Brie Larson

Quem deveria vencer: Brie Larson. Atuação sólida, comovente e condizente com o filme em que atua, o ótimo O quarto de Jack

Melhor Ator

Quem vence: Leonardo DiCaprio

Quem deveria vencer: Eddie Redmayne. Por mais que DiCaprio esteja bem em seu papel, ele já teve atuações mais convincentes em outras tantas ocasiões que se ele ganhar agora seria um mero “prêmio de consolação”. Redmayne deveria receber seu segundo Oscar, pois atua brilhantemente em Garota Dinamarquesa, filme baseado em fatos reais em que interpreta um homem que desejava ser mulher. 

Melhor Ator Coadjuvante

Quem vence: Sylvester Stallone

Quem deveria vencer: Christian Bale. Se Stallone vencer seria mais um que receberia um “prêmio de consolação”. Bale por sua vez é sem sombra de dúvida um dos melhores atores de sua geração e sua atuação em A grande aposta é memorável.

Melhor Atriz Coadjuvante

Quem vence: Kate Winslet

Quem deveria vencer: Jennifer Jason Leigh. Por mais que Winslet roube a cena em Steve Jobs, Leigh está espetacular no violento Os oito odiados, novo filme de Tarantino que merecia figurar em outras categorias.

Melhor Roteiro Original

Quem vence: Spotlight

Quem deveria vencer: Divertida Mente. O extremamente criativo time da Pixar consegue, mais uma vez, fazer animações de qualidade que agradam tantos a crianças como a adultos. Outro filme injustiçado que merecia figurar em mais categorias, incluindo melhor filme.

Melhor Roteiro Adaptado

Quem vence: A grande aposta

Quem deveria vencer: A grande aposta. Charles Randolph e Adam McKay conseguem transformar o complexo livro de Michael Lewis sobre a crise imobiliária em algo didático e divertido.

Melhor  Animação

Quem vence: Divertida Mente

Quem deveria vencer: Divertida Mente

Melhor Fotografia

Quem vence: O Regresso

Quem deveria vencer: O Regresso. O soberbo trabalho de Emmanuel Lubezki é tão inidentificável e marcante que por vezes mais a atenção do que a própria narrativa. Não à toa, Lubezki é um  dos melhores fotógrafos do cinema contemporâneo.

Melhor Figurino

Melhor Mixagem de Som

Melhor Edição de Som

Melhores Efeitos Visuais

Melhor Edição

Quem vence e deveria vencer: Mad Max: estrada da fúria. Tecnicamente Mad Max é acachapante do início ao fim. Por isso, deve e merece receber todas as premiações nesta seara.

Melhor Trilha Sonora

Quem vence: Ennio Morricone.

Quem deveria vencer: Ennio Morricone. Em categoria dominada por mestres, a trilha sempre marcante de Morricone deveria ser agraciada com o prêmio. Além do mais, o veterano compositor (que já concorreu ao Oscar várias vezes e nunca venceu) está com 87 anos e merece receber em vida o reconhecimento devido.

Postado em: 5 às 5ªs

Nenhum comentário em “5 às 5ªs – Palpites para o Oscar 2016”


 

Comentar