Arquivo da categoria 'Resenhas'



Resenha – Sobre a verdade
por Patricia
em 10/08/20

Nota: Quem não ouviu falar de Orwell em 2020, não deve estar respirando. Seus clássicos “A revolução dos bichos” e “1984” votaram à lista de mais vendidos, em vários países, e seus ensaios reaparecem como profecias inesperadas dos tempos atuais. “Sobre a verdade” é um compilado de ensaios e trechos de livros do autor que
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Redemoinho em dia quente
por Juliana Costa Cunha
em 05/08/20

Nota: 30 contos narrados por mulheres. Mulheres sertanejas, nascidas no Juazeiro do Norte, na região do Cariri -CE, terra de Padre Cícero. E, também, terra da escritora Jarid Arraes. Fácil seria imaginar que, partindo deste lugar de pertença, as personagens deste livro nos remetessem àquela figura já bastante característica da mulher sertaneja e do sertão
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Curto-circuito: O vírus e a volta do Estado
por Bruno Lisboa
em 03/08/20

Nota: A pandemia tem feito com que muitas discussões importantes, que outrora foram esquecidas / ignoradas devido ao atendimento da agenda econômica neoliberal, tomem conta dos noticiários diários. Uma delas, e talvez a mais importante, diz respeito a, qual é a importância e o papel do Estado (com E maiúsculo mesmo) em tempos como os
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – 13 Nudes
por Juliana Costa Cunha
em 29/07/20

Nota: Adelaide escreve seus poemas-recibo nas redes sociais. Em 2019 resolveu publicar alguns destes no livro intitulado 13 Nudes, editado pela Edições Macondo. Aqui estão reunidos poemas escritos pela autora no Facebook em noites de bebericos alcoolicos um pouco além da conta, dedicados a 5 homens com os quais se relacionou ou não e desejava
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Participação Especial – O beijo da mulher-aranha
por Poderoso
em 27/07/20

Nota: Por Raphael Pantet Por ser a arte da palavra escrita, a literatura tem pontos de contato interessantes com outras formas de expressão. Filmes se originam em roteiros, óperas precisam de librettos. John Steinbeck em Ratos e Homens (Of Mice and Men, 1937) criou uma novela-peça teatral (play-novellette), uma narrativa curta que poderia ser lida num sentido
Postado em: Participação Especial, Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Azul e Dura
por Juliana Costa Cunha
em 22/07/20

Nota: Azul e Dura é o livro de estréia da autora Beatriz Bracher, umas das fundadoras da Editora 34, na qual trabalhou de 1992 a 2000. E, penso eu, que aí foi que surgiu a escritora. Nesse exercício da leitura de outros textos para edição e também as percepções de si mesma. As descrições editoriais
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Participação Especial – Coming through slaughter
por Poderoso
em 20/07/20

Nota: Por Raphael Pantet Nova York talvez seja a cidade considerada a meca do jazz devido ao seu período de dominância; Charlie Parker, Thelonious Monk, Miles Davis, John Coltrane foram postos a prova lá, examinados por seus pares a cada noite; Chet Baker precisava convencer plateias de jazzistas da cidade porque sucesso na costa oeste
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Sobre deitar no tempo e esquecer do chão
por Juliana Costa Cunha
em 15/07/20

Nota: Ausência de saudadeRetornei com um estranhamento⁣a mesma estrada dos mais de mil dias,⁣nela me perseguiam um não ser⁣que, redundante, se casava com um não ter.⁣Um não ter mais laços com um céu azul⁣por mais que a embriaguez me levasse a crer,⁣um não ser mais parte daquele calor,⁣que me roubou o sono na noite anterior,⁣o
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – As brigadas fantasma
por Patricia
em 13/07/20

Nota: “As brigadas fantasma” é o 2o livro da série “Guerra do velho” (resenhado aqui). É possível que haja spoilers do primeiro livro nesta resenha. O enredo se passa anos depois do fim de “Guerra do velho” quando os humanos venceram os Rraeys na Batalha de Coral. Porém, logo descobre-se que duas raças se uniram
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Jóquei
por Juliana Costa Cunha
em 08/07/20

Nota: Matilde Campilho nasceu em Lisboa (82) e morou no Rio de Janeiro entre 2010 e 2013. E isso diz muito deste livro. Acho que posso dizer que este é um livro luso-brasileiro,escrito nesse trânsito entre os dois países e numa mistura não só do português de cá e o de lá, mas também rompendo
Postado em: Resenhas
Tags: , ,