Arquivo da categoria 'Resenhas'



Resenha – O Desvio
por Thiago
em 12/04/17

Nota:   Certas vezes alguns autores independentes entram em contato conosco enviando suas obras, neste caso temos “O desvio” de Jeremias Soares. O autor já apareceu aqui no Poderoso em 2014 com “A mão de Celina”, resenhado pela Paty. Quero começar explicando minha nota, gostei muito da história mas dou apenas dois cafés. Você pode
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – O Último Santo
por Ragner
em 11/04/17

Nota:   Em minha época escolar, nunca tive um bom contato com a Literatura Nacional e lia somente o que era obrigatório na escola ou mesmo para o vestibular. Anos passaram, comecei a acompanhar o Jô Soares, me interessei pelo André Vianco (fico adiando minha incursão pela literatura fantástica brazuca, mas ainda quero bastante) e quero mais
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – Uma criatura dócil
por Patricia
em 10/04/17

Nota:   Dostoiévski é daqueles autores que assustam as pessoas por sua reputação de clássico “difícil” ou algo assim. Uma criatura dócil prova que mesmo que essa reputação o persiga, Dostoiévski também sabe escrever de forma acessível. Aqui no Poderoso, já falamos sobre outra obra sua – O jogador. Em Uma criatura dócil, o autor
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Participação Especial – Um, nenhum e cem mil
por Poderoso
em 05/04/17

Por Raphael Pantet A relação entre o ser humano e seu corpo, visível ou invisível, é tema recorrente na literatura mundial a ponto de ter algumas regras de gênero – frequentemente, um acontecimento banal faz com que o personagem se descubra em decadência ou abalado por sua descoberta, e empreende uma reflexão a  respeito do
Postado em: Participação Especial, Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Cidade dos etéreos
por Bruno Lisboa
em 04/04/17

Nota:   Encontrar um estilo literário, sua própria voz, muita das vezes não é tarefa das mais fáceis. Há escritores que o definem em seus primeiros anos de labuta. Também há aqueles que buscam-no a vida inteira. E aqueles que o encontram de cara, mas não se rendem as suas próprias regras e recriam-se constantemente.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Difficult Women
por Patricia
em 03/04/17

Nota:   Minha introdução a Roxane Gay foi através do excelente Bad Feminist – sobre o qual já falei aqui e que foi traduzido para o português e publicado pela Editora Novo Século que adicionou um sub-título bem bobinho dando um tom de ironia a um livro que tem conteúdos bem pertinentes e até sérios.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Meninos em fúria
por Bruno Lisboa
em 22/03/17

Nota:   O movimento punk, em termos mundiais, é um dos maiores exemplos de união entre a arte e o engajamento político. Suas origens são historicamente relacionadas aos primeiros passos dados em cidades como New York e Londres, onde bandas como os Ramones e os Sex Pistols criaram sonoridades agressivas, velozes e sujas que promoviam em suas
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – Buracos Negros
por Ragner
em 14/03/17

Nota:   Um dos físicos mais respeitados (e idolatrados) tanto no meio acadêmico quanto no entretenimento é uma autoridade quando se fala sobre Buracos Negros. Stephen Hawking já passou pelo Poderoso e retorna com duas palestra lançada como livro pela Intrínseca. Buracos Negros trás a tona diversos aspectos e esclarecimentos sobre como é a existência e
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – O tribunal da quinta-feira
por Patricia
em 13/03/17

Nota: Michel Laub já passou pelo Poderoso com o ótimo A maçã envenenada. Nessa obra, o autor utiliza o suicídio de Kurt Cobain como pano de fundo para o desenvolvimento de seus personagens. Ele faz um ótimo trabalho em usar um cenário contemporâneo para nos mostrar um pouco do que estava na alma de seus personagens.
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Últimas palavras
por Patricia
em 07/03/17

Nota:   Hitchens foi durante toda sua vida uma voz ativa contra muitas coisas sendo a principal a religião organizada. Aqui no Poderoso já falamos de outras duas obras suas: Hitch-22 sua autobiografia e Cartas a um jovem contestador – cujo título é auto-explicativo. Um retórico fenomenal, Hitchens sempre se disponibilizou a debater e a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,