Arquivo da categoria 'Resenhas'



Resenha – Amanhã vai ser maior
por Bruno Lisboa
em 15/06/20

Nota: Junho de 2013 entrou para a história como um grande momento de transição na história do Brasil. Neste período as chamadas “jornadas de junho” ocorreram em São Paulo e acabaram por ecoar por todos país. De forma inicial o mesmo foi coordenado Movimento Passe Livre, que agiu contra ao aumento abusivo das passagens de
Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Resenha – Aldeia dos mortos
por Juliana Costa Cunha
em 10/06/20

Nota: Aldeia dos mortos, da escritora Adriana Vieira Lomar, foi lançado em 2020 pela Editora Patuá. Adriana é Carioca, mas tem família no estado de Alagoas, no nordeste brasileiro e, por isso, a história tem um pezinho nos causos nordestinos, referências ao poeta Manoel Bandeira e também a Lampião. A Aldeia onde se passa a
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – Eu matei Sherazade
por Patricia
em 08/06/20

Nota: Em minhas andanças pelo mundo da literatura árabe (e você pode conferir episódios dedicados a três livros desse gênero no Rede Poderosa de Intrigas) cheguei a Joumana Haddad. Em grande parte, o livro me chamou a atenção por falar da onipresente personagem Sherazade quando se fala de literatura árabe no Ocidente. O subtítulo “Confissões
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Revisitando – Os testamentos
por Bruno Lisboa
em 03/06/20

Nota: Margaret Atwood já apareceu aqui no Poderoso e a admiração pelo Conto da Aia já foi demonstrada por aqui. E não é para menos: tanto a obra quanto a sua adaptação em formato série são dignas de aplauso, em especial pela temática corajosa ao abordar, de forma ficcional, o totalitarismo teocrático governamental, suas ramificações
Postado em: Resenhas, Revisitando
Tags: , ,

Resenha – Patriotismo
por Juliana Costa Cunha
em 01/06/20

Nota: Gostaria de começar esta resenha informando às pessoas que ela pode conter gatilho e, portanto, a obra em questão idem visto que aborda o tema do suicídio. Yukio Mishima é um dos autores que sempre quis me aproximar de sua obra, mas por coisas e outras da vida essa aproximação demorou. Eis que agora,
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Participação Especial – Desgarrados
por Poderoso
em 27/05/20

Nota: Por Raphael Pantet Apesar de serem quase um terço dos brasileiros é curioso como há pouco aprofundamento na representação de evangélicos em produções de arte brasileiras, exceção feita a telenovelas direcionadas a este público. Segundo o Datafolha em pesquisa de 2016 cerca de 29% do país se considera como tal, e embora católicos ainda
Postado em: Participação Especial, Resenhas
Tags: , ,

Resenha – No útero de Paulo, o embrião não nascerá
por Juliana Costa Cunha
em 25/05/20

Nota: Tenho certeza que você leitora ou leitor já foi fisgada/o por uma capa de livro ou por seu título. Duvido que isso não tenha acontecido com você pelo menos uma vez. Comigo acontece sempre. As duas coisas. Não poderia ser diferente com este livro, não é mesmo? O que esperar de um livro com
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A praga escarlate
por Patricia
em 20/05/20

Nota: “A praga escarlate” não é um livro sobre Scarlett Johansson assumindo papéis de minorias em Hollywood (não-ficção), mas uma ficção científica que parece atual demais. Escrito em 1912, o livro é um exercício da imaginação do autor Jack London (mais conhecido por “Caninos Brancos”) sobre o que aconteceria se uma nova praga assaltasse o
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Resenha – A ocupação
por Bruno Lisboa
em 13/05/20

Nota: Julián Fuks responde pelo cargo de ser um dos melhores autores contemporâneos. Um argentino de coração brasileiro, Fuks prima por uma literatura que encontra, a partir das palavras, beleza e conforto ante ao caos da contemporaneidade urbana. Se na sua obra anterior, o pungente “A resistência” (já resenhado aqui por duas vezes), o autor
Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Participação Especial – A mulher de mil olhos
por Poderoso
em 11/05/20

Nota: Por Raphael Pantet O uso de imagens é uma das ferramentas mais interessantes e eficientes na literatura. Construir experiências sensoriais através das palavras aprofunda nossa experiência de leitor, passamos a sentir, tocar, ouvir palavras escritas no papel. O poeta romano Horácio resume essa idéia na frase ut pictura poesis, em português significa “como é a
Postado em: Participação Especial, Resenhas
Tags: , ,