Dica de filme – Creed II
por Ragner
em 13/02/19

Nota:

Sou um eterno apaixonado pelo boxe. Quando criança e adolescente assistia às lutas do Popó e do Tyson junto do meu pai, fosse o horário que passasse madrugada adentro pela tv. Mas só depois de adulto foi que comecei a praticar como sonhava e pude subir ao ringue. Acabei me tornando instrutor da modalidade, mas ainda pretendo lutar pelo menos mais uma vez. É uma experiência fantástica.

Como amante da nobre arte, acompanhar a série de filmes do Rocky é algo de praxe e como toda história boa tem a fluída tendência de evoluir, chegamos em Creed II. O primeiro filme introduz no universo do garanhão italiano a história do filho do seu maior adversário e depois grande amigo (Rocky e Creed foram oponentes no 1º e 2º filme, mas no 3º e 4º se tornaram atleta, treinador e melhores amigos). Adonis Creed é o filho bastardo de Apollo Creed, que acabou se tornando pugilista também e teve em Rocky um apoio duplo: de técnico e quase um pai.

Creed II deixa mais claro do que o filme anterior a passagem de tocha de geração para geração e mesmo que muitos digam que o enredo do 1º filme possa ser melhor, acredito que esse 2º seja maior quando se trata de questões familiares, emoção e ainda consegue fazer mais referência aos 6 filmes originais do que seu antecessor. Creed pode muito bem ser o Rocky que os novos amantes do boxe querem nas telonas.

Adonis está no auge, é o campeão. O pugilista consegue, sem grandes desafios, se manter no topo e Bianca (sua namorada), que até agora esteve sempre o seu lado, decide que precisa investir mais em sua própria carreira de cantora. Ela recebe uma proposta de uma grande gravadora para se mudar para Los Angeles e ambos acabam descobrindo que terão um filho. Mas uma sombra do passado surge para abalar a vida do pupilo de Rocky. Ivan Drago, o responsável pela morte de Apollo nos ringues, quer que o campeão mundial enfrente seu filho Viktor.

A simples menção do enfrentamento com o filho do cara que matou seu pai, bagunça a vida de Adonis. Ele fica cego com o desejo de vingança e até seu relacionamento fraternal com Rocky é abalado. Há um primeiro confronto, o período de reflexão e descobertas e a superação para o confronto final. O enredo do filme segue por essa sequência de fatores e diversos momentos que nos remetem aos filmes da franquia original.

Creed II consegue contar sua própria história e ainda prestar homenagens com pontuais referências à hexalogia. Desde a negativa de treino, a luta que significa o fundo do poço, a recuperação e entendimento dos verdadeiros motivos para se lutar, o treino fora do convencional, as palavras e o discurso motivacional e o retorno triunfal. O filme ainda consegue diminuir a figura estelar de Rocky e deixar para Creed essa tarefa. Aguardo ansioso para ver o que mais essa nova geração tem para nos entregar.

Postado em: Dica de Filme
Tags:

Nenhum comentário em “Dica de filme – Creed II”


 

Comentar