Especial – Salão Do Livro em BH
por Ragner
em 20/08/13

Amo convenções, bienais e salões literários. Não tenho qualquer dúvida de que passar algum tempo em qualquer desses eventos me faz um bem danado e foi com essa convicção que resolvi dar um pulo no Salão Do Livro Infantil E Juvenil desse ano, aqui em BH. Anualmente ocorre alguma “festa” literária na capital mineira (acredito que em outras capitais também). Um ano Bienal, no outro o Salão e assim constantemente.

Esse ano fui no último dia, domingo, 18/08/2013. Confesso que me distrai e esqueci que estava rolando, mas por sorte tive a notícia de que ainda tinha tempo de ir e aproveitei para passar alguns momentos ao lado de livros.

Pagar entrada é algo que não me agrada. Sério. Não exatamente nesse tipo de ocasião, ainda mais quando já sei que vou gastar qualquer quantia comprando alguma coisa. Aqui no caso já imaginava muito que iria adquirir algum livro e, mesmo sendo barato, legal, digo que abrir a carteira não me interessava, não já na entrada, kkk.

O local não era tão grande, mas já se acostumou a fazer vários eventos na Serraria, mesmo com esse espaço mediano (a Bienal acontece no Expominas que é bem maior) é possível aproveitar o trabalho realizado. Existem espaços para contação de história, apresentações teatrais, cantinho de leitura e até para oficinas criativas e recreativas para a criançada. Poucas editoras estavam presentes, de preferencia as mais badaladas do gênero infanto-juvenil e mesmo uma livraria. Os demais stands eram tomados por pequenos expositores que vendiam livros como em um sebo (e mesmo assim alguns livros com preço normal).

Escolhi dar uma volta por todo o Salão e depois de conhecer bem o ambiente e ai sim poder procurar as melhores promoções. Dois giros pelo local e já tinha em mente quais stands eu deveria procurar o que poderia me interessar e foram somente dois (muitos outros focados em livros para crianças que pareciam fazer a festa e uma livraria, sem alguma promoção).

Garimpei, sem aquela dedicação indomável dos que procuram jóias raras, alguns títulos e optei por apenas 3 livros. Pensei em adquirir espécimes que abordem assuntos e gêneros que me agradam bastante. Cada um de um tipo. Mas, como não vislumbrei nada de filosofia ou algum novo best-seller com preço absurdamente atraente, comprei algo que tem a ver com “vampiros” e pelo visto com Bran Stocker e dois livros com pitadas de literatura policial, agentes secretos e conspiração mundial. Leremos e daqui a pouco resenhas sobre estarão no nosso Poderoso.

imagesimages0livro-a-farsa-de-prometeu-robert-ludlum-sebo-do-joao_MLB-F-212923584_4767

Com os livros em mãos, decidi não vasculhar mais nada referente à novas possíveis escolhas, preferi apenas aproveitar o momento e ficar perto do que me faz muito bem, o ambiente literário em si. Observei outras pessoas comprando, conversando sobre livros, escolhendo aquilo que as interessavam, incentivando os filhotes a ler e procurar algo que queriam. Depois de outra volta, decidi comer algo. Tinha um espaço separado para uma lanchonete montada e carrinhos de cachorro quente, pipoca e também churros, escolhi um simples Hot-Dog (sou contra aqueles saches que tem que rasgar, curto mais aqueles recipientes que a gente pode abusar do catchup, mostarda e maionese e prefiro os “dogs” mais “podrões”, se é que a galera entende, kkk).

Tenho que aproveitar mais esses eventos, não apenas ir um dia. Gostaria muito de que em BH houvesse mais acontecimentos assim e que o incentivo a cultura fosse muito mais bem elaborado (com mais incentivo) e agora é só esperar pela Bienal do ano que vem, a qual já aguardo com ansiedade.

Postado em: Sem categoria

Nenhum comentário em “Especial – Salão Do Livro em BH”


 

Comentar