Semana De Cinema – Anjos Da Vida
por Ragner
em 28/02/14

Nota:

20181936

Típico filme que muitos podem prever o final e que existe aquela tão conceituada lição de vida (tipo: qualquer lição de vida). Mas para mim não foi um filme qualquer e creio que muitos também não pensem assim. É possível que mesmo aqueles que vão assistir, apenas pelo nome ‘traduzido’, que pretende chamar a atenção (Anjos da vida – quem se interessa por um filme com nome singelo – e Mais bravos que o mar – que causa aquele impacto de ação e aventura), acabem aproveitando mais do que o nome sugere.

De cara temos cenas que mostram como muitas pessoas podem ser egoístas, que pessoas podem lutar a vida inteira para ajudar mais a quem não conhece, mas acabam não prestando atenção a quem está perto, que grandes traumas podem nos seguir pela vida inteira e que muitas vezes não aceitamos quando devemos parar ou dar um tempo. Isso nos 1ºs minutos e com somente um dos personagens principais. Com o outro protagonista vamos entendendo que a vida tem muito a ensinar: pela imaturidade quanto a se achar melhor do que os outros; ser bom o bastante, mas não estar disposto a se sacrificar pelo outro; a querer vencer todos os desafios sem entender os propósitos de cada um e o quanto os traumas podem moldar nosso caráter e nossas pretensões futuras.

ashton_kutcher_03_anjos

O filme segue um roteiro muito bem construído para agradar os tipos de cinéfilos que citei no começo, quem curte uma boa história e quem se interessa por grandes desastres enfrentados pelo homem, pois muito é falado sobre como a guarda costeira teve que agir durante o furacão Katrina, como o treinamento de resgate é importante e feito em todo o país e como todas as equipes agem em grupo. O trabalho em grupo é fundamental em ocasiões como essas.

Ben Randall (Kevin Costner) é uma lenda entre o pessoal da guarda costeira, mas depois de ter o melhor amigo morto em seus braços após um resgate mal sucedido, aceita ser instrutor em uma escola preparatória de novos oficiais. Com a chegada de Jake Fisher  (Ashton Kutcher), um nadador recordista, mas arrogante e individualista, os dois meio que se estranham no começo, mas durante o treinamento, o convívio da experiência e motivação com a impetuosidade e vigor fazem com que a dupla possa chegar a um equilíbrio benéfico à ambos. Mesmo que aparentemente Randall tenha mais a ajudar à Fisher, o novato ainda pode salvar o veterano. Mas os fantasmas de Randall não o deixa em paz e até o final ele ainda tem uma última lição, para ele e para Fisher.

O final do filme é extremamente um momento a parte. A conclusão praticamente exerce um poder de decisão que faria estremecer qualquer um, ainda mais quando você precisa fazer algo que quase ninguém mais faria.

Só um comentário sobre atores: Ashton Kutcher me convenceu novamente com esse filme, ok que ele não está tão excelente quanto em Efeito Borboleta, mas o acho muito bom ator, quando precisa ser.

images

Postado em: Semana de Cinema
Tags:

Nenhum comentário em “Semana De Cinema – Anjos Da Vida”


 

Comentar