Semana De Cinema – Guerra Contra A Democracia
por Ragner
em 26/09/14

Nota:

guerra-a-democracia

A ignorância não é uma bênção. Mesmo depois de já terem me mostrado (um número considerável de pessoas) que ser ignorante pode salvar minha vida e que o mundo da Matrix pode ser um mundo sem grandes problemas, eu ainda considero o conhecimento algo infinitamente melhor. Sei que a vida de algumas pessoas é mesmo melhor sem entendimento do que acontece à sua volta, até aceito que a ignorância ajuda muita gente a viver de forma linear e sem grandes percalços, mas não posso me incluir ai, não posso integrar alguma estatística que me sujeite a aceitação sem questionamento, reflexão ou análise, seja ela de qualquer tipo, ou em maior ou menos grau. Eu preciso conhecer. Conhecer é poder.

Essa semana estava pensando em resenhar alguma animação, como já é de praxe, mas depois de ver a resenha de segunda da Patrícia – Ao Sul Da Fronteira – e após uma conversa sobre a lista dessa 5ª, fui tomado pela vontade de versar sobre algo mais político. Nada mais interessante do que fazer isso em uma semana que antecede nossa eleição para os cargos do Executivo e Legislativo. E devemos lembrar que tal eleição não é igual as passadas, o País passa por momentos delicados, por desinformação desenfreada, por propagandas enganosas e por descobertas que são questionadas e rebatidas com esmero por quem deseja o poder. Mas isso é papo para resenhas de livros sobre o assunto, vamos ao documentário que separei para hoje.

Procurando no youtube filmes ou documentários sobre política, me deparo com a Guerra Contra A Democracia, de 2007 e que retrata toda a tentativa de influencia norte americana na política da América Do Sul. Sim, temos aqui um documentário que segue a linha de Ao Sul Da Fronteira. Temos todo um significativo registro histórico sobre como os E.U.A está envolvido em golpes de estado em países sul americanos e como as garras da CIA e governo norte americano interfere na política de alguns países abaixo da linha do Equador.

 

images

 

Este filme é sobre a luta dos povos para se libertarem de uma forma moderna de escravidão. – John Pilger

Minha primeira impressão sobre o documentário, foi de que ele não se parece com as propagandas políticas que assistimos em nosso Brasil, que fala muito a respeito sobre mudanças e melhorias sociais, pois aqui tudo vem se mostrando verdadeiro. Somos apresentados a uma classe média alta que vai perdendo poder político na Venezuela e a muitos programas anti-governo existentes. Podemos entender que a classe afetada pela ação do governo é a ricas e os pobres vivem em condições melhores desde a chegada de Hugo Chavez ao poder. É impressionante toda a apresentação dos fatos que tentam execrar o presidente Venezuelano e como tudo não passou de uma tentativa, frustrada, do imperialismo Ianque, que há anos tenta destruir a democracia de vários países e fazemos seguir os interesses dos Estados Unidos. Nem que para isso eles precisem atacar, conquistar, controlar e manter tudo isso em segredo.

Desde 1046 os E.U.A. tentam derrubar 50 países de sua soberania. Criam crises, os atacam (mesmo matando milhares de civis) e apresentam situações que constroem uma sensação de que o governo existente no país, que eles desejam destituir e dominar a economia, é quase que uma cria diabólica. E então vamos assistindo que países como a Guatemala – interesse econômico -, Cuba – embargo -, Chile – fascismo -, Nicarágua e Bolívia. As cenas a seguir vão apresentando fatos sobre como outros países sofreram a interferência norte americana e como tudo está relacionado as intrigas de estado que são financiadas ou promovidas por eles.

Eis um documentário que deveria ser mostrado à todo estudante sul americano. Uma aula de história que não é vinculada nem pelos livros, nem pela mídia.

P.S.: Assistindo à reportagem da Luciana Genro – candidata à presidência da república – dada no programa do Rafinha Bastos, fiquei sabendo que o canal venezuelano impedido de existir sua programação e tirado do ar,  foi um que tentou um golpe de estado.

Postado em: Semana de Cinema
Tags:

Nenhum comentário em “Semana De Cinema – Guerra Contra A Democracia”


 

Comentar