O Poderoso Resumão » Arquivo » Resenha – A Expansão
Resenha – A Expansão
por Ragner
em 15/01/18

Nota:

 

Em 2016 comecei a trilogia do escritor Ezekiel Boone com A Colônia e ao acabar de ler, fique deveras ansioso com o próximo livro. Quando A Expansão foi lançado, já acreditava que leria uma baita continuação e muitas perguntas seriam respondidas. Se no primeiro livro a humanidade ficou aterrorizada com o ataque de aranhas pelo mundo todo, na sequência temos as consequências diretas do medo e preocupação do que ainda pode acontecer após a primeira investida aracnídea e acompanhamos o que governos e cidadãos estão tentando fazer para permanecerem vivos e vencerem a expansão.

A história continua logo depois da alucinada investida das aranhas por cidades no mundo todo e começamos o livro com o que parece uma recuada. Não uma recuada realizada por um grupo que está em desvantagem, mas sim uma aparente parada estratégica para estruturar um novo ataque. E é durante esse período que acompanhamos todos os protagonistas pesquisando e idealizando uma maneira de conter o avanço aracnídeo e um novo enfrentamento.

A importância de cada personagem é incorporada a como eles podem ajudar no combate ao terror que as aranhas causaram em poucos dias. A Doutora Melanie trabalha com sua equipe para entender como as aranhas chegaram a esse grau de evolução e a Presidente Stephanie Pilgrim se junta a assessores para planejar uma maneira de controlar o caos, enquanto alguns cidadãos tentam projetar equipamentos capazes de matar as aranhas e outros se aproveitam da histeria coletiva para ganhar poder, furarem quarentenas e se safarem. Quase tudo é desenvolvido nos EUA, mas as consequências em outros países e com outros personagens espalhados pelo globo, também ganham repercussão.

Após a primeira onda e com toda a destruição causada em todo o Planeta, sobrevivência e questões morais ganham importância. As primeiras aranhas deixaram um rastro de horror e potencializaram o senso de “salve-se quem puder”, mas muita gente ainda procura entender se na história da humanidade algo do tipo já tinha acontecido e o que ainda estava por vir, pois uma nova espécie de aranha começa a aparecer e outro tipo de ovo estava a ponto de eclodir.

Os dois primeiros livros causaram uma vontade gigantesca de saber de onde veio as aranhas e como será o futuro da humanidade contra um inimigo tão violento e superior em número. A narrativa de Boone é bastante atrativa e intensa. O autor cria um enredo que trabalha fantasticamente bem as condições de suspense, interação entre muitos protagonistas e a construção de clímax que expande, e muito, como pode ser um confronto final.

***

Livro enviado pela editora

 

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – A Expansão”


 

Comentar