O Poderoso Resumão » Arquivo » Resenha – A Lenda Do Cavaleiro Sem Cabeça
Resenha – A Lenda Do Cavaleiro Sem Cabeça
por Ragner
em 24/01/18

Nota:

 

Eis uma história que tem uma lenda maior do que o próprio enredo. “A lenda do cavaleiro sem cabeça” faz parte da cultura de histórias de terror que ganhou o cinema e já chegou na tv. O título original é The Legend of Sleepy Hollow e ganhou o nome de “A lenda do cavaleiro sem cabeça” por causa do antagonista. Sleepy Hollow é um vilarejo holandês perto de Nova York, que tinha o nome de North Tarrytown, mas mudou em homenagem ao escritor Washington Irving que lá está enterrado. Além de muitas adaptações para o cinema (a última de Tim Burton com Johnny Deep), Sleepy Hollow também ganhou as telinhas com um seriado de mesmo nome, mas que após a 3ª temporada foi cancelado.

“A lenda” é um pequeno conto, que nos apresenta Ichabod Crane, um professor que “se demorou” em Sleepy Hollow (Vale Sonolento), que tinha paixão pelo maravilhoso e fantástico, ouvindo histórias sobre fantasmas e lugares assombrados e também sobre o Cavaleiro sem cabeça (o “hesseno galopante do vale“). Crane passava suas noites entre ouvir e cantar junto às senhoras holandesas do vilarejo e no meio delas estava Katrina van Tassel, uma linda moça recém chegada aos 18 anos. O professor ficou entusiasmado com a jovem, mas outros atributos também o deixou impressionado. Katrina era filha de Baltus van Tassel, um próspero fazendeiro da região. Após uma visita à propriedade do fazendeiro, passeando pela mansão, pátio e celeiro, Crane, que também tinha um apetite sem igual e sonhos de riqueza, ficou ainda mais interessado por Katrina.

Ichabod Crane pernoitava em lugares diferentes e aproveitava a ajuda das pessoas para poder satisfazer sua fome, e após conhecer Katrina (e suas posses familiares), Crane se apaixona pela donzela, mas outro admirador, forte e audacioso, conhecido pela alcunha de Brom Bones – Abraham, ou Brom Van Brunt – sempre encontrava uma maneira de humilhar e diminuir o professor. Com a eloquência e primor artístico, Crane tentava conquistar a donzela e Brom sempre demonstrava o quanto era superior tanto fisicamente quanto heroicamente.

O livro é narrado por Diedrich Knickerbocker (apenas é dito que o relato é encontrado entre os papeis do falecido, não se sabe mais sobre ele) e a história gira em torno desses personagens, tendo o Cavaleiro sem cabeça apenas como uma lenda para amedrontar Ichabod Crane. O autor se esbalda dos detalhes e constrói muito bem as personalidades dos personagens e a atmosfera do vilarejo e seus habitantes. O conto não é exatamente uma história de terror e isso quebrou um bocado o clima de expectativa que eu tinha, pois como disse no começo da resenha: “Eis uma história que tem uma lenda maior do que o próprio enredo.”. Mas vale a pena conhecer.

 

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – A Lenda Do Cavaleiro Sem Cabeça”


 

Comentar