Resenha – As mais belas coisas do mundo
por Juliana Costa Cunha
em 16/09/19

Nota:

Valter Hugo Mãe volta a ter resenha aqui no Poderoso. Já resenhamos O nosso reino e O apocalipse dos trabalhadores . Desta vez vamos falar sobre seu mais recente lançamento – As mais belas coisas do mundo.

Lançado pela Biblioteca Azul numa edição super caprichada com capa dura, folhas com gramatura mais densa, diversas imagens a cada virada de página em forma de colagens e um tom cinza prateado das bordas das páginas. Uma belezura. O objeto livro agradece edições assim.

O conto As mais belas coisas do mundo está, originalmente, inserido no livro Contos de cães e maus lobos (também lançado pela editora recentemente). A julgar pela beleza do conto, consideramos justa esta separação do texto original e o capricho editorial.

É um pequeno grande livro no qual nos deparamos com a história de amor entre VHM e o seu avô. Temos no livro o relato de aprendizados diversos, fruto dessa convivência entre as duas personagens. E é uma história marcada pelo lirismo e poesia tradicionais da escrita do autor, recheada de memórias afetivas.

É um livro rápido de se ler, mas que fica em você por muito tempo. E, obviamente, voltei a ele já diversas vezes depois que terminei a leitura. Há passagens belíssimas. E é impossível não nos perguntarmos o que consideramos ser as mais belas coisas do mundo.

Ao longo da leitura me vi com a mesma sensação gostosa de ler (e já ter relido várias vezes) O conto da ilha desconhecida do Saramago. Outro pequeno grande livro. Já leram?

***

Livro enviado pela editora

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – As mais belas coisas do mundo”


 

Comentar