Resenha – Corações ruidosos em queda livre
por Juliana Costa Cunha
em 15/07/19

Nota:

Alex Sens é autor do livros O frágil toque dos mutilados, lançado pela Editora Autêntica em 2015 e lançou recentemente a continuação dele sob o título de A silenciosa inclinação das águas, pela mesma editora. Já deu pra perceber que ele gosta de títulos poéticos, né? Eu não li (ainda) o primeiro livro dele. Iniciei por este de contos, lançado pela Penalux, e com título tão sugestivo quanto.

Corações ruidosos em queda livre nos apresenta três contos intitulados Corações ruidoso; Em queda; e Livre. Não por acaso o título do livro compondo os títulos de cada conto. Eles se comunicam. E dizem muito de cada um dos contos.

Em Corações ruidosos, são várias as vozes, pensamentos, desejos e angústias vivenciadas numa viagem de ônibus. As personagens deste conto tem voz em cada parágrafo. Nos contam suas histórias enquanto o ônibus segue seu percurso. É muito bacana como o autor consegue dar voz a cada personagem e, também, interrompê-las através de pontos finais em meio ao fluxo de pensamento de cada uma delas. O que era linear, parágrafo por parágrafo, acaba se entrecruzando e se sobrepondo. É um conto muito visual.

O conto Em queda tem como cenário uma galeria de arte e um Fato que passa a ocorrer em todas as exposições apresentadas neste espaço. O segundo Fato, inclusive, se dá com uma personagem que está relacionada com um acontecimento do primeiro conto. Este conto tem plasticidade e tensão. Nos traz a morte como espetáculo. Ou o espetáculo que fazemos da morte. Ler este conto nos coloca também como expectadores do tal Fato – a morte. O Fato torna-se a nova arte. Lucas é o personagem narrador deste conto através do que escreve em seu diário. Ele também deseja praticar o Fato. Mas faz uma grande descoberta no final.

Finalizando, temos o conto intitulado Livre. O conto mais corrosivamente divertido deste livro. Nele temos Leonor e as suas cartas destinadas a pessoas já mortas (no final entendemos como), expurgando todas as suas raivas e ressentimentos para com essas pessoas. A mim foi impossível não dar boas risadas com Leonor, mesmo sabendo do horror de suas missivas.

Alex Sens nos presenteia com um livro relativamente curto, porém bastante denso. Nos questiona sobre a morte e suas implicações. E com isso nos fala muito sobre a vida. O ato de existir e persistir.

***

Livro enviado pela editora

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Corações ruidosos em queda livre”


 

Comentar