Resenha – E se Obama fosse africano?
por Gabriel
em 11/01/14

Nota:

E se Obama fosse africano?

Mia Couto era um nome do qual tinha apenas ouvido falar até bem pouco tempo. Para ser mais exato, até que este livro chegasse às minhas mãos, no apagar das luzes de 2013. A obra, que reúne ensaios feitos pelo autor em momentos distintos, combina o seu grande potencial criativo, a qualidade de seus textos e a fluidez de sua escrita a temas contemporâneos.

O título deste livro, por mais estranho e instigante que seja, é a primeira pista sobre os assuntos mais frequentes em suas páginas: a política e a sociedade da África e do mundo. O autor questiona grandes tabus, como a autoestima africana e a influência da colonização e das guerras sobre o desenvolvimento dos países do continente. Fala também sobre a eleição de Barack Obama, como no artigo que dá título ao livro, e disserta sobre a necessidade de novas esperanças de arranjos para a sociedade.

Mia Couto impressiona no conteúdo, mas é a forma que de fato chama a atenção do leitor que não o conhece. Sua escrita, a maneira como utiliza as palavras, a influência extremada da oralidade, as referências metalinguísticas, a relação com os idiomas nativos africanos e com o português: tudo isso compõe sua obra, que cativa o leitor e o conduz com maestria pelos diferentes temas.

Os temas abordados pelo moçambicano passam por queimadas, por velhos costumes africanos, pela relação das tradições com a modernidade, pela música popular contemporânea, pelos governantes e pelos revolucionários, sem nunca perder o ritmo ou errar a mão. São ensaios originalmente escritos para momentos tão diversos quanto congressos literários ou inaugurações de empresas, todos embebidos de um progressismo esperançoso, mas não ingênuo.

Mia Couto é de uma geração de escritores que abraçam a realidade dos nossos tempos e tentam traçar linhas que indicam de onde viemos e para onde vamos, sem abrir mão de uma produção artisticamente interessante e rica. Belo exemplar de literatura africana, primeiro de muitos que pretendo ler.

Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

2 Comentários em “Resenha – E se Obama fosse africano?”


Avatar
Rodrigo Pereira em 11.01.2014 às 09:03 Responder

Ótima resenha. Estou pra ler esse livro, assim que terminar outro do próprio Mia Couto, chamado “A Confissão da Leoa”. Mia Couto, lembra aqueles escritores que, mais cedo ou mais tarde, vão receber um Nobel de Literatura.

Avatar
Paty em 11.01.2014 às 09:42 Responder

Olha…acho que vc falou tudo. Ele merece muito um Nobel e acho que só melhora. Eu li Terra Sonâmbula e achei espetacular. Quero ler mais dele esse ano porque ele é um desses autores que fico feliz de ter na estante. 😀


 

Comentar