Resenha – Fim
por Gabriel
em 17/08/15

Nota:

Fim

Na busca por mais livros escritos por mulheres, uma amiga me recomendou o romance de estréia de Fernanda Torres. Não sem alguma desconfiança, afinal a autora é mais conhecida por seu trabalho como atriz, acatei a recomendação e a sugestão de “começar logo a leitura”.

Este é um livro que entrega muito de sua proposta logo de cara. O título, Fim, não poderia ser mais adequado a um romance que se inicia com a descrição dos últimos momentos de vida de um dos personagens. E o fundo, uma paisagem de areia com os guarda-sóis e cores características das praias cariocas, aponta o local em que a história se passa.

A cidade maravilhosa é o pano de fundo para o roteiro de Fim. O leitor já é recepcionado por uma inscrição inconfundível: as datas de nascimento e morte de alguém chamado Álvaro. A história então se inicia acompanhando os últimos momentos desse senhor de 84 anos. Em seu caminhar lento pela praia e pelo bairro de Copacabana, esse homem reflete sobre sua vida e sua situação quando é atingido por um carro e morre. Os nomes e histórias que ele rapidamente relembra proporcionam o gancho para a entrada do próximo personagem. E essa toada se repete em todo o livro.

Fim trata na verdade da trajetória de vida de 5 amigos. Alguns aspectos são eleitos para dar o tom de cada narrativa, sempre sob o prisma de um deles – ou seja, através dos julgamentos, preconceitos e vivências de cada personagem ou de quem se relacionou com eles. A convivência entre eles e a forma como cada um se via e via aos outros fica, assim, mais clara e cumpre um papel fundamental no tempero da história.

Fernanda Torres surpreende aos incautos (como eu) que subestimam sua habilidade como escritora ao utilizar diferentes técnicas narrativas. Enquanto alguns capítulos são narrados em primeira pessoa, outros apresentam uma visão em terceira pessoa, sendo que entre um e outro diversas nuances são também alteradas. A ordem cronológica é completamente deixada de lado e as histórias são encaixadas de acordo com o gancho da trama anterior, sem no entanto prejudicar o entendimento. Cada um dos personagens tem a sua história contada de uma forma diferente – e todos estão, no fim, contando a mesma história.

Este é um romance que me parece fazer parte de uma tradição específica brasileira – os livros que falam abertamente sobre sexo, drogas, experiências amorosas, quase sempre localizados no Rio de Janeiro. As técnicas usadas, a habilidade da autora e os personagens bem construídos (e “humanos”) me lembraram livros de Chico Buarque (como Leite Derramado) ou Nelson Rodrigues. E ambas as comparações são extremamente elogiosas, claro.

Fim é uma boa leitura. Em suas 200 páginas, só tive que interromper o livro em alguns momentos por seus questionamentos – personagens em fim de vida pensando sobre o quanto aproveitaram suas vidas e sobre seus erros, escolhas mal feitas e consequências às vezes pesam um pouco – mas nunca por estar cansado ou sem vontade de seguir na leitura. Foram 4 ou 5 dias de leitura totalmente envolvido em suas páginas. Fernanda Torres se apresenta “pelo Fim” de uma forma muito promissora. Recomendadíssimo.

PS: Aos que já leram, neguei a quinta xícara de café por causa da Maria Clara. Achei que a personagem poderia ter sido melhor explorada. De resto, ótimo livro.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Fim”


 

Comentar