Resenha – Mrs. Dalloway
por Thiago
em 22/12/17

Nota:

 

Virginia Woolf é um grande desafio que demorei a encarar, ainda mais este livro, Mrs. Dalloway.  O enredo, aparentemente simples, conta  um dia na vida de uma senhora, uma dona de casa rica que dará uma festa a noite e percorre as ruas londrinas cuidando dos preparativos para o evento. Mas Woolf nos traz algo diferente, pois os elementos presentes na história não se resumem ao cotidiano da personagem principal ou ao que ela vê nas ruas de Londres.

Mrs. Dalloway, é o quarto romance da escritora, nascido a partir da fusão de dois contos, “Mrs. Dalloway em Bond Street” e o não finalizado “O Primeiro Ministro”, publicado em 1925, e o que o torna tão importante não é apenas o engajamento presente ou a dificuldade de contar um dia, simplesmente um dia, mas por trazer e adaptar técnicas cinematográficas para a literatura (no caso o flashback) que permeia toda a obra. Apesar das preocupações da personagem principal se concentrarem na festa que dará a noite, memórias do seu passado retornam à sua mente e ocupam seus pensamentos de maneira intensa. Nesses momentos temos a relação do mundo interno da personagem com o mundo externo, as percepções da realidade ativam lembranças e sentimentos.

Clarice Dalloway, uma dama de Westminster, esposa de um parlamentar conservador. Ela não é detentora de grandes habilidades, além de dar festas, e é mãe de uma jovem de 17 anos. Mas se depara com eventos e pessoas do passado que a levam a refletir sobre seu momento presente e é nessa hora que somos levados para o psicológico da personagem, onde ela analisa como seria sua vida se suas escolhas tivessem sido outras, será que estaria casada com o tal político? Será que seria mãe? Como viveria nessa Londres dos anos 20 no período pós-guerra?

Hoje lemos um romance que foi recusado em sua época, criticado por ultrapassar as barreiras da literatura, assim como seu contemporâneo “Ulisses”, de James Joyce, livro que também utiliza a técnica de flashback. Obra que, mesmo não sendo do gosto da autora, trouxe influência para este livro.

Será que estão entendendo a importância desta obra? A escrita de Woolf possibilita ao leitor ter uma percepção diferente da literatura padrão, pois temos pontos de vistas diversos, seja da percepção do mundo externo, um grito do mundo interno da personagem principal, uma reflexão ou personagens secundários que ganham espaço em meio a estímulos ou mesmo a lembranças.

Ler Mrs. Dalloway é acima de tudo um exercício. Para ler Virginia Woolf é importante aprender a dissecar as camadas que a história oferece, mas sua importância não se dá apenas em técnicas de escrita.

Woolf (1882-1941) é uma das escritoras fundadoras do movimento conhecido como modernismo inglês. Em seus trabalhos podemos perceber uma crítica a sociedade patriarcal. Neste romance especifico, há a temática centrada na condição feminina, entre a qual se destacam a opressão sexual e a construção social da identidade feminina. Ao olharmos para a personagem principal, podemos ver uma mulher que, ao se casar, larga seus sonhos para se tornar uma “boa esposa”, uma “boa anfitriã”. Mrs. Dalloway retrata a Inglaterra do começo do século XX e a relação de opressão entre o homem e a mulher, assim a autora critica a moral da época ao colocá-la como algo absurdo e nos levar a empatia pela protagonista, uma mulher num mundo machista, e que se encaixa nele, questionando sua vida e a sociedade que a cerca. Podemos entender o que levou este livro a receber tantas críticas negativas quando foi lançada, afinal, vai contra a moral vitoriana vigente na época.

O livro tem sua reedição pela Penguin, um dos braços da nossa parceira Companhia das letras, com edição simples e 227 páginas de história. Confesso que tive certa dificuldade ao ler o livro, pois ele demanda atenção e não dispunha disso durante a leitura, mas ao mesmo tempo me encantei com a autora e quero ler seus outros trabalhos o quanto antes. Gosto muito de livros que me desaviam, que me fazem sentir confuso por não entender o que está acontecendo.

Boa leitura a todos.

 

 

***

Livro enviado pela editora. 

 

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Mrs. Dalloway”


 

Comentar