Resenha – Nietzsche
por Ragner
em 06/09/16

Nota:

910pVplU7BL.SL720

O Poderoso tem em seu time dois filósofos. Um deles é mestre, o outro sou eu. Cada um se identifica mais com uma área específica e segue com sua sina de pensador. Particularmente sou apaixonado por Nietzsche, já resenhei alguns de seus livros aqui e nossa tag de Filosofia só aumenta. Uma maravilha tudo isso. Oswaldo Giacoia Junior já escreveu sobre sua visão em relação ao filósofo alemão e hoje é a vez de Scarlett Marton, Doutora em Filosofia, professora da USP e uma das mais influentes conhecedoras de Nietzsche. Tal livreto não é especificamente uma aula sobre o “bigodudo”, mas serve demais como introdução ao entendimento de seu pensamento e também sua vida. Algo basilar para não se falar asneiras sobre ele.

Marton escreve aqui um pequeno livro que versa sobre encontros e relacionamentos de Nietzsche com outros pensadores e acadêmicos (apresentando fatos que nos ajudam a entender melhor a ideologia que alimentou a filosofia nietzcheana), as polêmicas em que ele se intrometeu ou deixou dilatar seu raciocínio (como o já profundo e implacável entendimento de que ele filosofava a marteladas e que era dinamite pura), sobre suas crises de saúde e perda de vitalidade (Nietzsche passou várias temporadas debilitado e até sua mente foi afetada por fortes dores de cabeça), sobre uma profunda solidão que ele também sentia (amores que não se concretizaram e amizades que o abandonaram) e também como no fim ele já perdia sua credibilidade,  nesse estágio de loucura ou insanidade, seus escritos eram mal interpretados e sua filosofia ganhava contornos mal intencionados.

Esse livreto pode até passar por uma mini biografia (não autorizada…claro), já que acontecimentos são citados, situações apresentadas, encontros e desencontros mencionados, sentimentos e pensamentos refletidos e até datas e lugares são indicados. Marton, que é uma das maiores especialistas em Nietzsche no Brasil, entrega um trabalho bem interessante e relevante para o estudante de filosofia que deseja conhecer mais sobre esse filósofo alemão que já foi apontado como idealizador do Nazismo (um dos enganos mais grotescos que já tive notícia).

Já ouvi de muitos professores e estudiosos que para se conhecer bem um filósofo é de fundamental importância ler seus livros – acompanhar seu pensamento através das próprias palavras. Mas acredito que ler sobre eles não é uma má ideia. Lógico que é preciso uma boa filtragem e ler livros de especialistas sempre pode vir a calhar. Convêm aprender com quem conhece do assunto.

Nietzsche é um filósofo que caiu no gosto popular há um bom tempo e tem muita gente que se refere a ele como “modinha”, mas Scarlett Marton o conhece e interpreta com o respeito que ele merece.

Eis um livro que vale a pena.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Nietzsche”


 

Comentar