Resenha – Nocaute
por Ragner
em 20/03/19

Nota:

Boxe, a nobre arte, é sem sombra de dúvida um dos esportes que mais sou apaixonado e sempre encontro uma maneira de escrever sobre ele. O seguidor do Poderoso pode encontrar várias resenhas que citam ou são sobre esse nobre esporte. Hoje trago para vocês contos que ilustram muito bem ocasiões vivenciadas pelos praticantes dessa arte dos punhos.

Em tempo: é bom ressaltar que Jack London, além de um excelente contista e romancista, também praticou boxe, sabe bem escrever sobre as agruras e reviravoltas em cima de um ringue. London consegue passar credibilidade e realismo sobre como é o jogo de xadrez no meio das cordas, sendo fiel às sensações antagônicas que podem surgir durante o embate corporal de dois guerreiros.

O boxe não é essencialmente um combate de forças, mas de estratégia. Há força, há agilidade, mas também há conhecimento e postura. E as histórias presentes nesse livro tratam muito bem disso. “O jogo”, “O mexicano”, “O bife”, “O benefício da dúvida” e “A fera do abismo”, todos contam sobre situações e representações ocasionais que ilustram bem o que se passa no ringue e fora dele.

A preparação, concentração, luta, toda a rotina e até mesmo o cotidiano nada glamouroso dos lutadores é exposto nesses contos. Aqui podemos conhecer mais sobre as relações com amigos, familiares e relacionamentos. Entendemos como muitas vezes a luta, além do ganha pão, é um lugar onde muitos praticantes se sente mais em paz, dispostos, realizados e confiantes, mesmo sofrendo a cada golpe recebido.

Claro que não há vitória em todos os combates, são dois lutadores e quase nunca há empate. Um vence e já aconteceu de alguns morrerem. Há prestigio e reconhecimento na luta profissional, mas na luta amadora o caminho é mais árduo do que festivo e nesses cinco contos, London expõe, com riqueza de detalhes, essa atmosfera pouco sedutora do esporte amador.

Nocaute (que ganhei de presente de um prezado amigo, valeu Dani boy, parceiro de treino e de Filosofia) é um livro que indico para amantes do esporte e para quem conhecer um pouco mais sobre o que se passa no ringue.

O boxe é um dos esportes de luta que, há anos, tinha perdido espaço com a enlouquecedora idolatria ao MMA, mas já recuperou seu prestígio e voltou a ganhar respeito e notoriedade. Isso no mundo profissional (mesmo que no Brasil ainda não tenha o reconhecimento merecido), porque no amador ainda parece fazer parte do submundo.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Nocaute”


 

Comentar