Resenha – O Bispo e seus Tubarões
por Gabriel
em 31/08/15

Nota:

O Bispo e seus Tubarões

Como parte do projeto de leitura de mulheres, tirei da “pilha” virtual de pendências o excelente e-book O Bispo e seus Tubarões, da Agência Pública. A agência é um veículo independente de jornalismo e faz ótimas reportagens investigativas. Algumas delas, feitas em 2012, trataram da destituição do presidente Fernando Lugo no Paraguai e foram publicadas, junto a materiais novos, neste e-book de 2014 que está disponível gratuitamente.

Fernando Lugo foi o presidente do Paraguai entre 2008 e 2012. Até então um bispo da Igreja Católica, ele abandonou a batina para ingressar na política e se tornar o primeiro presidente paraguaio em décadas a não vir do Partido Colorado, o partido da elite do país. Com uma proposta de combater a desigualdade social, o presidente demorou apenas um ano para encontrar seu primeiro escândalo: um filho não reconhecido. E logo o segundo: outro filho (vale lembrar que bispos e padres da Igreja Católica não podem ter relações sexuais).

Governando em um contexto de perda de credibilidade e de constante pressão do Partido Colorado (que obviamente não aceitaria uma perda de poder como essa), Lugo sempre conviveu com dificuldades e ameaças de deposição. Até que as ameaças se tornaram realidade.

O trabalho jornalístico do livro se desenvolve em torno do impeachment, ou “juízo político” nos termos usados no país. O massacre que desencadeou o processo, os envolvidos, os interesses e o jogo de poder por trás de um julgamento feito em 16 horas, todos são dissecados por Natália Viana através de entrevistas, estudos de documentos do Wikileaks e um trabalho de campo feito no próprio país.

O estilo de Natália é fluido e de fácil leitura, tornando o texto jornalístico tão interessante quanto qualquer outra boa história. E o impeachment de Lugo é uma boa história em diversos sentidos: estão lá os inimigos dispostos a tudo para derruba-lo, o personagem principal sozinho e acuado, as traições, conversas às escondidas e finalmente o massacre seguido do julgamento. A principal diferença dessa história em relação à maior parte das histórias de herói é que Lugo é sumariamente derrotado no final.

O Bispo e seus Tubarões é uma leitura interessante para quem se interessa por política. O Paraguai, como muitos países da América Latina, tem uma cobertura jornalística pífia no Brasil; isso contribui para que não tenham havido tantas reportagens de nível à época. E muito menos reportagens no nível deste trabalho impecável da Agência Pública.

A história é uma fábula sobre poder e vem bem a calhar no momento que vive o Brasil. É fundamental notar como os interesses que estão em jogo, no fim, não são os do povo ou da sociedade. O presidente tão odiado e caçado pelos inimigos é deposto, paradoxalmente, com aprovação em alta. E por um massacre que até hoje não está esclarecido. De se pensar.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – O Bispo e seus Tubarões”


 

Comentar