Resenha – O Desvio
por Thiago
em 12/04/17

Nota:

 

Certas vezes alguns autores independentes entram em contato conosco enviando suas obras, neste caso temos “O desvio” de Jeremias Soares. O autor já apareceu aqui no Poderoso em 2014 com “A mão de Celina”, resenhado pela Paty.

Quero começar explicando minha nota, gostei muito da história mas dou apenas dois cafés. Você pode até pensar “nossa Thiago, como você está bravo, pega leve.” Então, não estou bravo, apenas quero fazer uma crítica construtiva, pois vi uma história boa que com certos ajustes pode ser excelente.

Vamos começar com uma sinopse: o livro nos conta a história de César, um pai de família frustrado, como vários outros, que sofre um acidente e morre (parece spoiler né, mas acho que não, o autor dá essa informação em seu facebook, então…). No caminho para o outro lado, nosso personagem se depara com uma estranha criatura que faz uma oferta mais estranha ainda: a de voltar a um momento do passado que ele gostaria de alterar. Sim, César volta ao passado, mais jovem, antes de certas escolhas e problemas triviais e começa uma nova vida, com novos rumos.

Escrevendo assim parece sem graça, mas juro que não é. Aposto que em algum momento você quis mudar algo na sua vida, pensou em como as coisas seriam se tivesse tomado outra escolha, se tivesse feito outro curso, ido naquela festa, falado “aquelas”coisas, feito aquela viagem. É interessante pensar nisso e gosto muito de histórias que trazem essa proposta, de como nossa vida se forma através de um emaranhado de escolhas que fazemos.

Agora vamos às críticas!

Quero começar por uma das coisas mais importantes em um livro, texto acadêmico ou até mesmo um bilhetinho: a revisão. Quando falamos de literatura, a questão não é apenas corrigir português ou erros de datilografia, mas auxiliar a arredondar o texto, fazer com que ele fique mais macio e aprazível, e foi uma pena ter faltado uma revisão mais minuciosa aqui (entendam, não disse que não teve revisão, mas precisava de um pente fino, ou mais fino…). Em certos momentos em que eu me envolvia na leitura, era retirado deste momento por conta de uma ponta mal aparada. Sendo assim, retiro um café.

O outro ponto que quero comentar é negativo e positivo ao mesmo tempo. Adoro viradas surpreendentes em uma história, ainda mais quando isso se dá no gênero do que estou lendo ou vendo. Pra ficar mais claro o que estou querendo dizer vou dar o exemplo de um filme, Corpo Fechado de Shyamalan, um dos meus filmes preferidos de super herói, que. entretanto, custei a entender que se tratava de uma narrativa assim. Segue o trailer pra refrescar a memória de vocês, ou apresentar né:

Em “O Desvio” o autor brinca conosco, mas o vai e vêm foi tanto que ficou mais confuso do que surpreendente, daí tiro mais uma dose de café.

O último café retirado é por conta do número excessivo de clichês. Sei que um clichê ou outro é inevitável, mas muitas vezes Jeremias estragava a surpresa de um capítulo por causa disso.

Agora vamos aos pontos positivos que deram os dois cafés e me fizeram gostar da história: Primeiro pela criação do personagem principal, César, nele o autor conseguiu trazer pontos que podem ser comuns a muitas pessoas e despertar a empatia do leitor, juntamente com reflexões profundas sobre um monte de coisa (Jeremias, seu livro me fez pensar bastante, muito obrigado). O segundo café vai pelos momentos em que as surpresas do texto dão certo, quando não á o clichê, quando as arestas foram bem aparadas e os turning points ficam incríveis.

Pra fechar quero elogiar a iniciativa do Jeremias de fazer e publicar seus livros pela Amazon, por conta disso descobri vários autores novos nessa plataforma, e eu ainda quero tomar coragem para ser um deles!

Boa leitura a todos.

***

Livro enviado pelo autor. 

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – O Desvio”


 

Comentar