Semana De Cinema – It: A Coisa
por Ragner
em 25/09/17

Nota:

It se passa na cidade de Derry e conta a história de um grupo de crianças que enfrentam uma criatura aterrorizante, que toma a forma de um palhaço – Pennywise – e que se alimenta dos medos de cada habitante dessa cidade. Depois do pequeno Georgie desaparecer (a cena do bueiro é um começo fantástico), seu irmão Bill não consegue acreditar que ele tenha morrido e insiste que ainda poderia ser encontrado. Bill é amigo de Richie – o engraçadinho do grupo -, Eddie – o hipocondríaco – e Stan – o judeu, na escola, durante momentos de bullying, os amigos conhecem Ben – o gordinho -, Beverly – a garota – e Mike – o negro. Cada um com uma caraterística que fomenta os abuso de Henry – um jovem sociopata – e  aumenta a fome de Pennywise.

Durante meses crianças simplesmtente desaparecem e os 7 amigos descobrem que a cidade tem um dos maiores índices de desaparecimentos do país inteiro, situação que se agrava de 27 em 27 anos. Bill e seus amigos se deparam com momentos que colocam seus temores em prova e Pennywise acaba aparecendo em alguns deles. Determinados a acabar com esse terror que assombra Derry, os 7 decidem enfrentar a Coisa, mesmo que, para isso, tenham que enfrentar seus piores medos. O medo é o que faz o palhaço caçar as crianças de Derry e é o que cria uma unição entre o grupo de 7 amigos – o grupo dos perdedores. Cada medo é explorado pela criatura e desenvolvido de maneira a criar bons sustos durante o filme.

Em It 1, haverá um segundo, o diretor explora o suspense e o terror de maneira que mexes com as fobias adolescentes e acredito que no segundo filme isso pode ser muito maior, já que a Coisa aterrorizará adultos.

Discussões sobre como o filme se parece com Stranger Things e vice-versa pipocaram pela internet durante a primeira semana de exibição, não é por menos, já que a história se passa em plena década de 80 (Stranger Things idem) e temos a presença do ator mirim Finn Wolfhard, que faz o papel de Mike Wheeler na série (na série ele é o protagonista, em It ele é algo como o alívio cômico-boca suja).

O livro de King possui mais de mil páginas e levar isso para as telonas é deveras complicado, o clássico de 90 (que não assisti) foi uma versão feita para a tv com duas partes e agora foi lançado para os cinemas o capítulo 1. A programação é de que o capítulo 2 chegue em 2019. A primeira parte focou na época em que os protagonistas ainda são crianças e o próximo filme deve trazer as consequências do encontro com Pennywise e como todos estão vivendo 27 anos (no livro é 30 anos) depois.

Adaptações do mestre King para televisão ou cinema estão em alta e mesmo não tendo lido o livro ainda, digo que o novo It é formidável (sei que rolou algumas alterações, mas o próprio autor já disse que gostou). O filme consegue integrar situações cômicas com momentos de suspense de uma maneira fantástica e faz com que o que era para ser terror, se trasforme em uma experiência única: você pode se sentir preso na cadeira no desenrolar de uma cena com tons de suspense, logo em seguida ter ataques de risos e depois, novamente, tomar um susto. Esse It proporciona isso facilmente.

Postado em: Resenhas
Tags:

Nenhum comentário em “Semana De Cinema – It: A Coisa”


 

Comentar