Meme Literário 2013/Gabriel
por Gabriel
em 25/12/13

2013 year with fireworks and clock displaying 5 minutes before m

Terceiro dia de brincadeira, vamos às minhas respostas para fechar 2013!

Dia 01 – Se você leu algum livro hoje, cite um trecho; se não leu, cite algo do livro que estiver lendo. 

“Sem autorização oficial, sem considerações nem consensos prévios, os graffiti dão a possibilidade de se fazer ouvir de forma imediata” – Street Art

Dia 02 – Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá depois do atual?

E se Obama fosse Africano?, de Mia Couto, foi o último que li. Toupeira, do Roger Franchini, será o próximo.

Dia 03 – Você faz algum registro dos livros que lê e, se faz (ou não), por quê?

Assim como o Ragner, só pelo Skoob desde que comecei a colaborar com o Poderoso (e aqui mesmo no blog, de uma forma ou de outra, né).

Dia 04 – Como você escolhe seus livros: recomendação de amigos, resenha, blogs, sites, pela capa, por título, por impulso?

Principalmente recomendação de amigos, blogs e resenhas. Dificilmente compro livros por impulso, mas até aí eu dificilmente compro qualquer coisa por impulso (meio chato, meio pão-duro).

Dia 05 – Você tem um momento ou local favorito para ler?

Sempre li bastante nos transportes coletivos da vida. Ultimamente leio muito no metrô e no avião e aeroportos, já que viajo bastante a trabalho. Mas o momento favorito é antes de dormir. Ou logo depois do almoço, acompanhado de uma boa cerveja.

Dia 06 – Qual a obra que determinou sua paixão por livros?

Se tivesse que chutar um nome, diria Reinações de Narizinho, do Monteiro Lobato. Era maluco pelo universo do Sítio do Pica-Pau Amarelo quando criança.

Dia 07 – Qual o autor favorito – aquele que você gostaria de ler a obra completa (se já não o fez)?

Já tive vários autores favoritos. Hoje gostaria de corrigir minha falha de caráter e ler todos os do Saramago, mas também fiquei bem empolgado com o Mia Couto e pretendo ler tudo dele.

Dia 08 – Que livro/autor já decepcionou você?

Me decepcionei com O Chefão, do Mario Puzo. Por uma razão bem simples: fui ler depois de ver os filmes e aí achei que não faziam jus, que os filmes eram a mesma história só que combinada a ótima direção e ótimas atuações. É, me julguem.

Dia 09 – Que livros você está lendo neste momento e por que logo estes?

Street Art, de Johannes Stahl (e ultimamente não tenho lido mais de um por vez). Logo este porque ganhei de aniversário e é um assunto que muito me interessa. A edição também é muito interessante e tem diversas boas fotos.

Dia 10 – Que livro é o seu objeto do desejo?

Tem uma lista de livros numa planilha minha que esperam por anos para serem comprados. Mas nenhum que seja O objeto de desejo.

Dia 11 – Gêneros de literatura: qual você ama e qual odeia?

Dificilmente me convenço por ficção científica. Mas quando acho um bom, não desgrudo. Devo portanto odiar só aqueles romances de banca de jornal, com um nome de mulher. E diria que amo não-ficção, hoje. Ensaios em geral.

Dia 12 – Qual a importância na edição (fonte, capa, papel, margens) para você?

Aprecio bastante uma boa edição. Mas de forma alguma me deixo restringir por ela. Já li PDFs ridiculamente ruins, já li muito livro maltratado pelo tempo e não tenho nenhuma restrição com isso. Mas algo que acho que faz muita diferença são as fontes do texto, que nos livros de hoje parecem bem mais adequadas à leitura.

Dia 13 – Orelhas e quarta capas: o que elas podem (e devem) ou não dizer?

Na mesma linha do Ragner, nunca encontrei uma que realmente me atrapalhasse. Acho que tem que dar o gostinho, colocar uns depoimentos se tiver… enfim, provocar vontade de ler.

Dia 14 – “Nosso amor é impossível!”: conte sua história de amor por um personagem literário.

Olha, quando era mais novo gostava da Emília (que além de não existir é uma boneca, duplamente impossível), depois curti a Hermione ali pelos 12 anos e hoje em dia acho que tô bem tranquilo quanto a isso, haha.

Dia 15 – “Meu salvador!”: revele sua admiração pelo seu herói literário, aquele personagem que inspira o que você é.

De novo vou concordar com o Ragner, Sherlock Holmes foi um cara que me impressionou quando mais novo. John Constantine também é um cara com quem eu gostaria de tomar umas cervejas, com certeza.

Dia 16 – Sua estante gosta mais de ficção ou não ficção?

Existe a estante física e a virtual; a primeira é equilibrada, a segunda é quase totalmente não ficção.

Dia 17 – Peças de teatro: recomenda alguma ou passa longe?

Nunca gostei tanto. O único texto de peça que realmente gostei na vida foi O Auto da Compadecida, mas até aí não li quase nenhum. Peça em si sou obrigado a recomendar Noturno, da Oficina dos Menestréis, que tinha um amigo meu na montagem desse ano.

Dia 18 – A capa inesquecível e o livro ruim e a capa medonha e o livro inesquecível: você já topou com esses casais?

Não me atenho muito a isso, como disse… então fica difícil lembrar. A capa de A Rica Indecente, quadrinho que resenhei recentemente, era boa e a HQ era péssima.

Dia 19 – Ebooks: amou ou deixou?

Leio muito livro em formatos digitais, amo. Frequentar aviões foi o que me fez voltar fortemente pros livros físicos, e essa é uma vantagem inegável.

Dia 20 – Os inesquecíveis dias da infância: você teve algum livro que ficou lá?

Os quadrinhos da Disney e o Sítio do Pica-Pau Amarelo. Cada qual por seu motivo, ficaram por lá.

Dia 21 – Os turbulentos tempos da adolescência: que livro emergiu deles?

Harry Potter dominou a brincadeira, com Senhor dos Anéis e outras fantasias assim.

Dia 22 – O marco entre a juventude e a maturidade: ele está em algum livro que você leu?

Acho que não. Mas algumas não ficções ajudaram a abrir os olhos, como Brasil: Nunca Mais ou Estação Carandiru.

Dia 23 – Comprar livros: onde e quando?

Geralmente internet, provavelmente a Estante Virtual. Isso ou a Livraria Cultura, que é um passeio (mais que uma mera loja).

Dia 24 – Comprar livros: pra quem?

Meus pais têm gostos que conheço bem, além de uns amigos que conheço há 10 anos. Aí me arrisco. De resto só com recomendação.

Dia 25 – Revisitar um livro é bom?

Não tenho paciência pra revisitar livros (me julguem).

Dia 26 – Sua biblioteca é sua e ninguém tasca ou você liberta seus exemplares pelo mundo?

Desapego total. Não sei onde estão alguns, para ser sincero.

Dia 27 – Se você fosse um personagem, qual seria?

John Constantine (e me vê uma Guinness aí, garçom).

Dia 28 – Veja o filme e leia o livro: quantas vezes isso aconteceu com você?

Lembro mais fortemente do Senhor dos Anéis, que voltei a ler depois de ver o primeiro filme (tinha abandonado na primeira tentativa). Grata surpresa. E no caso do Poderoso Chefão, decepção.

Dia 29 – Leia o livro, veja o filme: que adaptações você amou e quais odiou?

Harry Potter foi bem adaptado, eu diria. Dos quadrinhos geralmente fico desesperado ao assistir, mas Vingadores foi bom, X-Men também, além do novo Hulk.

Dia 30 – Qual foi o último livro que você comprou?

A História do PT, do Lincoln Secco.

Dia 31 – O livro do ano na sua estante é…?

Da Violência, da Hannah Arendt. Grande leitura para quem viveu esse junho de 2013 conturbado.

Postado em: Sem categoria

Nenhum comentário em “Meme Literário 2013/Gabriel”


 

Comentar