Resenha de Quadrinhos – As tirinhas de André Dahmer
por Thiago
em 20/05/15

Nota:

anos 10 11

André Dahmer é hoje um dos maiores nomes dos quadrinhos brasileiros, autor de tirinhas memoráveis que, em tempos virtuais ganha as redes sociais e têm alcance incrível.

Conhecido por “Os malvados” e outras tirinhas publicadas em diversos jornais e revistas, já o resenhei aqui antes com o livro “Rei Emir Saad: O monstro de Zazanov”, mas hoje não quero falar de nenhum livro dele e sim de uma série, os “quadrinhos dos anos 10”.

O carioca Dhamer, dotado de um humor ácido, nos traz as crônicas em tirinhas do nosso tempos, os anos 10. O humor presente nestes traços me chama a atenção, especialmente por mostrar a realidade atual, por reconhecer meu cotidiano e o achar ridículo, risível.

Ando conversando muito com alguns amigo sobre o gênero humor, como não rebaixar o outro pra gerar comédia, algo que para muitos pode parecer impossível. Ouvi uma vez em uma entrevista do Danilo Gentili no programa da Marília Gabriela, este dizer que a comédia é sempre um ato de violência, e ele não esta errado de todo, mas violência contra quem? Eu preciso me agarrar aos esteriótipos pra ser engraçado? André Dahmer nos mostra sempre que não, ainda mais na série dos “anos 10”, onde nos reconhecemos e rimos, não do outro, não da loira, do negro, do pobre, do feio ou do universo lgbt, rimos de nós mesmos.

A comédia tem em si um viés da crítica muito forte, mas muitos humoristas contemporâneos parecem se esquecer como se faz. Vejo muito essa falta de senso se espalhar pelos jovens, que levam a sério o mandamento da internet que diz “the zueira never ends”, ou se orgulham de ser “huehue BR”. Criançada a zuera tem limite sim, você não precisa humilhar o outro para ser popular ou engraçado, mais uma vez digo neste pequeno texto, aprendam com Dahmer,  nossa sociedade é tão ridícula, olhem pra ela e criem o humor através disso.

Boa leitura e risadas a todos.

 

anos 10 12

anos 10 13

anos 10 14

anos 10 15

Postado em: Quadrinhos
Tags: ,

Nenhum comentário em “Resenha de Quadrinhos – As tirinhas de André Dahmer”


 

Comentar