Resenha de Quadrinho – Rei Emir Saad: O Monstro de Zazanov
por Thiago
em 30/04/14

Nota:

download (20)

Vamos manter a onda e falar sobre ditadura mais uma vez? To gostando muito disso e não quero parar não, mas hoje vamos colocar um pouco de humor na brincadeira, afinal rir dos nossos problemas e mazelas é uma das coisas mais importantes e difíceis da vida e confesso que não sei fazer isso tão bem como gostaria.

A resenha de hoje é sobre mais um ótimo quadrinho brasileiro, a história do Rei Emir Saad, o “Bom” Emir. O livro nos traz uma coletânea das melhores tirinhas do Grande Emir, publicadas originalmente no site G1.

O livro é escrito e desenhado pelo André Dahmer, talvez você o conheça mais pelas tirinhas “Os malvados”, ou os “Quadrinhos dos anos 10” ou ainda “Vida e obra de Terêncio Horto” ou por outra coisa ainda. O cara é muito bom e acerta todos os personagens que faz (pelo menos todos que conheci).

2013031172272

Bom, mas aqui em “Rei Emir Saad – o Monstro de Zazanov” o carioca Dhamer, dotado de um humor ácido, nos trouxe em 2011 pela falecida Editora Barba Negra (que infelizmente fechou suas portas nos fim de 2012) um trabalho de extrema importância para os quadrinhos atuais, afinal, desde sempre o humor em tirinhas teve como função social realizar uma crítica sobre o mundo em que vivemos.

Emir é o rei e tirano de Zazanov, algo que nos remete a algum lugar do oriente médio, mas também nos leva a olhar bem de perto para nossa vida política. Emir governa seu povo com mãos de aço, pedra, fogo, porrete, cacetete e tudo mais que lhe garantir o poder. Um absolutista que não deixa nada a dever para grandes personalidades históricas e para muitos políticos meia boca que temos espalhados em toda a esquina brasileira.

Aqui como em toda sua obra, Dhamer apresenta suas criticas sem nenhum mimimi, sem nada desse politicamente correto oportunista, desse bom mocismo que se alastra em forma de hipocrisia Brasil afora.

tirinha850

Percebo esse quadrinho como uma aula de cidadania para adultos, uma educação continuada, para além dos muros escolares. Educar-se é um processo continuo, a escola, faculdade com suas graduações, mbas, pós latu e stricto não são o fim do processo e sim uma parte dele. Aqui falamos de política, aquele assunto que a maioria das pessoas não gosta e não quer nem saber, aquela parte do jornal que as pessoas pulam pra ir logo ler o horóscopo, a previsão do tempo pra saber se vai dar praia, o resultado dos jogos, a programação da tv, as palavras cruzadas e enfim as tirinhas, aquelas mesmas que fazem uma análise bem humorada do cenário político mundial, mas como você não sabe o que esta acontecendo não entende a piada, mas ri mesmo assim pra não se sentir bobo, porém não se preocupe sempre haverá um “Bom” Emir pra decidir e pensar a vida política pra todo mundo, basta deixar, basta não se informar e não pensar.

tirinha689

Humor é ago difícil, seja na dramaturgia, na literatura ou quadrinhos, ainda mais quando o autor não opta pela piada fácil e sim uma que requer um raciocínio rápido do seu leitor para entender a piada no tempo certo dela, pra que ela seja engraçada naquele momento e não perca a graça.

Então venham conhecer o fofo e sanguinário Emir. Quem sabe você anima e até compra um pacote turístico pra Zazanov.

Boa leitura a todos!!

Obs: um agradecimento especial a Tina e a Karol que me deram o livro de presente. Obrigado meninas!!

03_dahmer_emir_saad

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , ,

Nenhum comentário em “Resenha de Quadrinho – Rei Emir Saad: O Monstro de Zazanov”


 

Comentar