Resenha De Quadrinhos – Batman & Robin – Grandes Astros
por Ragner
em 16/08/16

Nota:

115-300x451

Anos atrás resenhei o trabalho realizado com o Superman nesse mesma linha editorial. All Star Superman foi sucesso de crítica e tudo de bom que poderia acontecer a uma Graphic Novel. Hoje decidi deixar com vocês minha leitura sobre o “All Star” do Batman & Robin. Essa coleção do Morcegão não foi aplaudida, foi cancelada, seguia uma história bem diferenciada em relação a atmosfera do Cavaleiro Das Trevas, mas eu gostei (novidade!!!). Os 10 números lançados foram desenhados por Jim Lee e roteirizados por Frank Miller. Quase impossível eu não gostar.

Não se trata de uma história de criação do Homem Morcego, não há aqui a pretensão de recontar a origem do vigilante de Gotham. A história do Batman já é bem estabelecida, há anos ele já é a “lenda urbana” temida por toda a cidade e até a Liga da Justiça já existe (pelo menos seus integrantes já se conhecem). O que acontece desde o primeiro número é a apresentação do Robin. Vamos acompanhando os primeiros passos de Dick Grayson e vemos como ele se torna o Menino Prodígio de uma maneira diferente da que conhecemos. Grayson e sua família são acrobatas (até aí tudo certo), mas a forma como seus pais morrem e como Batman faz dele seu pupilo é que ganham nova roupagem. O desenrolar do treinamento e primeiras missões sugerem uma atmosfera de amor e temor diferenciada.

De publicação em publicação vemos como é a rotina do Batman, como ele trata severamente os criminosos e sua devoção sem limites para manter sua cidade nos trilhos (trilhos julgados por ele). Seguimos um olhar alternativo acerca do que motiva para ter alguém ao lado e, como ele se sente percorrendo os becos e ruas da grande megalópole que é Gotham. Aqui é muito trabalhado a rotina de justiceiro do Homem Morcego. Mesmo com algumas atuações como detetive e algumas missões com o Robin ao seu lado, o roteiro (até onde a publicação foi lançada) expõe mais a euforia, felicidade e prazer com que o Cavaleiro Das Trevas caça e arrebenta a bandidagem (ossos quebrados, dentes arrancados e sangue para todo lado fica muito evidente). Vão sendo mostrados também outros integrantes da Liga, alguns admiradores e ajudantes do Batman (a Canário Negro é companheira do Arqueiro Verde, mas aqui é admiradora do Batman e temos também a Bat Girl, que é Bárbara Gordon, a filha de Jim Gordon). Mulher Maravilha, Super Homem, Lanterna Verde e Homem Borracha formam a Liga e todos não gostam do Batman (o que é perfeitamente entendível), já que o herói de Gotham desrespeita a todos e age mesmo como se fosse superior a todos eles. Até um Coringa tatuado e meio gangster aparece por aqui (ao reler pensei se o Jared Leto ou o idealizador do novo Coringa leu essa HQ)

Existem sim alguns pontos negativos nesse trabalho. As revistas possuem pouquíssimas páginas (12 apenas), o Batman é considerado um psicopata pelos outros heróis (a liga apenas o suporta e ele trata todo mundo com desdém e as vezes até mesmo como se fossem subordinados a ele), Jim Lee atrasava demasiadamente a entrega dos desenhos e o roteiro não estava a altura de outros trabalhos do grande Frank. Sou amante confesso da arte do Lee e adoro as histórias contadas pelo Miller e fiquei deveras curioso até onde tudo isso iria chegar. Mesmo com alguns críticos dizendo que em alguns momentos e páginas parecia que as ilustrações eram feitas as pressas e a argumentação não parecia bem elaborada ou até sem coerência, eu lia tudo e conseguia seguir bem o enredo e ficava deslumbrado com a arte (cada número demorava mesmo a chegar nas bancas e o que parecia era que algumas revistas precisavam ser reeditadas ou ter alguns diálogos ou enredos reescritos antes de serem lançadas definitivamente, o que atrasava mais ainda). E isso ajudou nas críticas negativas e cancelamento da coleção.

Foi uma pena isso ter acontecido. Essa All Star é um item de colecionador que vários amantes do Batman devem gostar de ter, acredito eu. Mas uma nova All Star sobre o Morcegão está para ser lançada e o lance agora é aguardar para ver o que vem por aí.

All-Star-Batman-and-Robin-the-Boy-Wonder-1-10

 

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , ,

Nenhum comentário em “Resenha De Quadrinhos – Batman & Robin – Grandes Astros”


 

Comentar