Resenha De Quadrinhos – O Corvo
por Ragner
em 20/07/17

Nota:

 

Semana passada rolou um conto de Poe para vocês – O Enterro Prematuro – e hoje deixo aqui uma adaptação para os quadrinhos de sua obra mais conhecida (relembrando que já resenhamos a adaptação para o cinema aqui). Com tradução do mestre Machado de Assis e ilustração de Luciano Irrthum, O Corvo ganha uma representação que julgo fundamental, pois entendo que quadrinhos são capazes de transmitir cultura e literariedade de uma forma mais lúdica. Nesse caso…

A história de O Corvo, para os que não conhecem, gira em torno de um homem que sofre com a perda da amada e depois de passar muito tempo debruçado em livros, angustiado para poder dormir, escuta um barulho em sua porta. Quando consegue perceber que as batidas na porta não são parte de seus delírios de sono, pede desculpas pela demora e a abre, mas não há ninguém. De volta à mesa, mais barulhos ele escuta e dessa vez vindo da janela, quando a abre, um grande corvo entra voando.

O corvo adentra a casa e o homem passa a discutir com ele. O poema é cheio de significados e as ilustrações trabalham isso de maneira bem representativa. O corvo se empoleira no busto de Atenas – a deusa da sabedoria – e para muitas culturas ele representa a ligação com a morte. Enquanto o homem o interroga sobre várias coisas, a ave grasna, repetidas vezes, a frase: nunca mais. A cada questionamento, a resposta continuava a mesma: nunca mais. O homem começa a devanear, a lembrar da amada, a pensar na morte e a chamar o corvo de profeta. Como um enviado do além túmulo e dotado de conhecimento. 

Profeta, ou o que quer que sejas! Ave ou demônio que negrejas.

A arte de Irrthum é robusta, com traços bem grosseiros e nada simétricos. A figura do homem é a cópia caricata do próprio Poe e seu corpo é desenhado com uma estética deveras bruta, com uma cabeça agigantada enquanto o corvo varia de tamanho, ora muito grande, ora menor, de acordo com suas interações na história. O texto é, perceptivelmente, reduzido. O poema não está aqui de maneira integral, mas transmite bem o conceito fantástico da obra de Poe, junto com as ilustrações que exibem demasiadamente o clima de fantasia do que está escrito.

Uma excelente dica para leitura galera.

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , , ,

Nenhum comentário em “Resenha De Quadrinhos – O Corvo”


 

Comentar