Resenha De Quadrinhos – Turma da Mônica LIÇÕES
por Thiago
em 09/09/15

Nota:

lições

 

Quando achei que “Laços” era o máximo do máximo, a dupla Cafaggi me traz “Lições”. Lu e Vitor se superaram, não só na história mas como nos traços.

Tive o prazer de comprar a revista em um dos lançamentos que ocorreu em Belo Horizonte na agenda de eventos que antecede o FIQ, numa manhã ensolarada de sábado na biblioteca pública infanto juvenil da cidade.

A li na fila do autógrafo, depois de um agradável bate papo com Eduardo Damasceno, autor de Bidu, da mesma série da MSP, que também resenhei aqui. Não li rapidamente por ser uma história curtinha, mas por ter prendido minha atenção e me envolvido de maneira bem pessoal, fazendo com que as crianças correndo e brincando na gibiteca nem som emitissem.

Podemos ver “Lições” como uma continuação de “Laços” pela cronologia mostrada na história e pelas alterações na vida dos personagens. Falando em personagens, aqui temos algo bem interessante, que é uma maior riqueza na construção dos personagens que antes passavam meio que batidos, como os pais da turminha e outros colegas.

Como o nome já nos sugere a história dessa vez se passa na escola, daí já ficou mais fácil de fisgar meu coração de educador. Agora Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão juntos comete algo num determinado dia na escola, bem logo nas primeiras páginas de Lições, o que leva o quarteto a ter que encarar seus maiores desafios, seus maiores medos e porque não dizer seus demônios internos, mas não para por aí. O mais complicado de tudo é que eles terão de encarar estes desafios sozinhos. Acompanharemos cada um deles em sua jornada interna enquanto encaram seus castigos impostos pelos seus pais, que agora passam a ter um maior papel na história.

Sabe, acredito muito na importância de realizar essa tal jornada interna e que quando a iniciamos verdadeiramente passamos por algo transformador, um caminho árduo pra vida toda. Um caminho onde nos encontramos como verdadeiros aprendizes, e como é bonito acompanhar o aprendizado destas 4 crianças que leio desde que também sou uma.

Confesso que chorei, mas estava em uma fila de autógrafos, então engoli as lágrimas que desciam pelo canto do olho e continuei a leitura. Estas páginas me emocionaram por dois motivos bem específicos, primeiro por me ver passando por algo similar ao que meu primeiros heróis de infância passam em “Lições”. Me vejo também em uma jornada interna que ainda não sei muito bem onde vai dar. O outro ponto é bem simples e incrível, só há uma palavra capaz pra definir esta Hq: ternura. Que história terna, traços ternos, cenas e falas que fazem o coração bater mais forte. Confesso que suspirei, minhas mãos tremeram, faz muito tempo que uma Hq não me envolve assim (acho que nenhuma Hq me envolveu assim. Mentira, Daytripper fez a mesma coisa comigo, que também já resenhei aqui).

lições 3

Lembrei da minha infância, lembrei de vários alunos que já tive e tenho. Pensei muito sobre como cada um de nós é um universo complexo desde que nascemos e como não fazemos a mínima ideia do que o outro esta passando. E claro, uma história como essa não poderia me fazer não refletir sobre a educação, mas aquela que vai além dos muros escolares, aquela que começa em casa e incentiva o aprendizado verdadeiro. Aquilo que pode te tornar mais e melhor, mas não melhor que o outro como em uma competição estranha, mas melhor que si mesmo. A vida nos desafia o tempo todo, encarar situações como as que verão em “Lições” de maneira verdadeira é crescer, amadurecer.

“Lições” pode ser o incentivo que o leitor precisa pra encarar seus monstros do armário. Então pegue seu coelhinho Sansão, uma caixa de lenços e boa viagem, quer dizer, boa leitura!!!

Obs: obrigado Lu e Vitor por essa história tão terna e incrível, me fez um bem danado. Abraço.

lições 2

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , ,

Nenhum comentário em “Resenha De Quadrinhos – Turma da Mônica LIÇÕES”


 

Comentar