Resenha de Quadrinhos – Y: O Último Homem
por Gabriel
em 25/05/13

Y: O Último HomemY: O Último Homem é mais um quadrinho do selo adulto da DC Comics, a Vertigo. No Brasil, a estória viu a luz do dia inicialmente como parte da revista Pixel Magazine. Esta revista foi publicada por um tempo pela editora Pixel Media, uma espécie de parceria entre a Ediouro e André Forastieri, da Conrad Editora. O tratamento dado às HQs publicadas na Pixel Media era bom, um tanto parecido com a maneira como a Panini Comics publica hoje a revista Vertigo. A Pixel, no entanto, encerrou suas publicações do selo Vertigo há alguns anos, fazendo com que Y: O Último Homem fosse publicado posteriormente pela Panini Comics, em edições independentes.

Vamos ao roteiro: esta HQ se passa nos tempos atuais, em uma sociedade muito parecida com a nossa. Somos apresentados a Yorick, o personagem principal; a sua namorada; e a sua mãe, uma senadora dos Estados Unidos. Conhecemos também Ampersand, o pequeno macaco recentemente adotado por Yorick.

O personagem principal da HQ tem uma grande habilidade: ele é capaz de escapar de praticamente qualquer tipo de “aprisionamento”. Isto significa fugir de camisas de força, algemas e similares com uma facilidade digna de Houdini, algo que o ajudará bastante no decorrer da estória.

E do que fugiria o nosso Houdini moderno? Simplesmente, de uma hora para outra uma praga atinge o mundo. Uma praga diferente, que mata todos os seres com cromossomo Y na face da Terra. Traduzindo: todos os homens e animais do sexo masculino se foram. E quem sobra? Claro, Yorick e seu macaco.

Ao se tornar os dois únicos sobreviventes da praga, Yorick passa a ser um alvo da nova sociedade, para fins diversos: procriação, vingança, raiva e diversas variantes destes temas. A sociedade das mulheres também evolui de forma muito interessante, fazendo da HQ um complexo estudo sobre as relações humanas.

Por enquanto, li apenas os primeiros números das aventuras de Yorick, mas resolvi que a resenha já podia ser feita por sentir que a estória promete. Y: O Último Homem é muito bem escrita, tem uma premissa genial e é bem explorada inclusive pela sua arte. Podem ir em frente e comprar as edições da Panini Comics, valem a pena.

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , ,

Nenhum comentário em “Resenha de Quadrinhos – Y: O Último Homem”


 

Comentar