Resenha de quadrinhos – Dois irmãos
por Thiago
em 20/03/17

Nota:

Preciso começar dizendo duas coisas: a primeira é que ainda não li o romance de Miltom Hatoum, criador desta história, mas pretendo resolver isso pra fazer uma boa comparação e porque a história é muito interessante. A segunda é que sou muito fã dos irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá (já resenhamos outras obras deles aqui, aqui, aqui e aqui).

Esta história é bem conhecida de muitos por já ter sido obra exigida em alguns vestibulares, além disso foi adaptada recentemente para uma série de tv, no canal Globo, (não vi tudo porque não me atraiu muito. Talvez no teatro ou em um filme sem medo de ser totalmente ousado teria ficado fantástico, mas aqui não é a resenha do seriado).

Como ainda não li a versão original não posso falar tanto sobre a adaptação das linguagens, do romance ao quadrinho, apenas posso falar do exemplar que tenho em mãos e é espetacular.

Esta obra rendeu mais um Eisner (o Oscar das Hqs) para os irmãos desenhistas, na categoria “melhor adaptação de outro meio”. O anúncio foi feito na Comic-Con San Diego (Eua) ano passado.

A ideia ocorreu em uma edição da Flip, quando os irmãos e Hatoum se encontraram, em 2009. Realizada e lançada pelo “Quadrinhos na Cia”, braço da nossa parceira Companhia das letras, e responsável pelas Hqs da editora. Vale ressaltar que esta não é a primeira adaptação de romances pra quadrinho da dupla, em 2007 fizeram algo parecido com o clássico “O alienista” de Machado de Assis.

A história de “Dois irmãos” é um drama familiar que tem como foco dois irmãos gêmeos, Yaqub e Halim, filhos de um casal de libaneses em uma antiga Manaus. Os irmãos sempre viveram como luz e sombra, e tendo como pano de fundo para seus conflitos momentos marcantes da história do Brasil.

A leitura é agradável e as ilustrações acompanham bem o texto. Confesso que nunca fui muito fã das adaptações de livros pra quadrinhos, gostei de muito poucas das que li, esta foi uma delas, mas como disse no começo do texto, não li a obra original, logo fica difícil dizer se gostei ou não da adaptação. O interessante aqui é que, diferente da moda de adaptar pros quadrinhos obras clássicas, de domínio público, desta vez o autor é vivo, espero que esta ousadia pegue.

Boa leitura a todos!

 

Postado em: Quadrinhos
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha de quadrinhos – Dois irmãos”


 

Comentar