Resenha – A Revolução Chinesa
por Gabriel
em 16/03/13

Nota:

A Revolução Chinesa

A Editora Unesp, da universidade paulista de mesmo nome, publicou em 2003 uma série de livros de bolso sobre as principais revoluções do século XX. Em 11 volumes, a série convida pesquisadores a descreverem estas revoluções, destacando os pontos mais relevantes.

Adquiri dois destes livros na Bienal do Livro do ano passado: “As Revoluções Russas e o Socialismo Soviético” e “A Revolução Chinesa”, sendo este último o que resenho agora.

Dois volumes foram o bastante para perceber que a série mantém um certo distanciamento e tenta ser imparcial (na medida do possível) ao descrever as revoluções, conseguindo com isso ser uma ótima fonte de referência sobre a História, sem no entanto abrir mão de legibilidade e acessibilidade nos textos.

Neste livro são mostradas de forma clara e quase sempre acessível a situação em que se encontrava a China no início do século XX, as particularidades que levaram o país a ingressar em reformas socialistas e como isso se deu.

Todos os principais embates são descritos e é possível acompanhar passo a passo o crescimento do Partido Comunista daquele país, entre táticas de guerra e manobras econômicas, até enfim a chegada ao poder e a manutenção até hoje. É mostrada também com riqueza de detalhes a transição do socialismo que o partido praticava no início para o que se pratica hoje na China, uma espécie de misto de técnicas que só se viu no país e que se adapta ao contexto que o gerou e que o mantém vivo até hoje.

Outro aspecto muito interessante da revolução, também abordado pelo livro, é a existência de líderes que expandiram ou retardaram a revolução com suas atuações. É possível ver claramente a ascensão de Mao Zedong (como é grafado no livro), desde que suas ideias de guerra começaram a ser ouvidas no Partido Comunista, até sua efetiva liderança e, finalmente, sua morte.

A revolução chinesa quase nunca é explicada com conhecimento aos brasileiros (e provavelmente aos ocidentais). Entender os motivos que levaram a revolução a acontecer, o caminho tortuoso percorrido pelo país, onde eles esperam chegar e qual é hoje a linha praticada pelos líderes chineses, sem a carga de parcialidade que geralmente estraga os discursos sobre isso, é uma chance única prestada por este livro.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – A Revolução Chinesa”


 

Comentar