Resenha – Carcereiros
por Gabriel
em 13/01/13

Nota:

CarcereirosQuase nenhum brasileiro desconhece o nome do doutor Drauzio Varella. Por muitos anos, o médico paulistano apresentou um quadro sobre saúde no Fantástico, provável razão para a lembrança da maioria. Outra parcela deve saber que o doutor escreveu Estação Carandiru, o livro que deu origem ao filme que levou o nome da antiga maior prisão do Brasil.

Em Carcereiros, Drauzio Varella visita novamente o universo que fez o seu primeiro livro tão aclamado. Desta vez, o ponto de vista apresentado é o dos homens que dedicam seu trabalho (e suas vidas) à manutenção do sistema que a sociedade quer que exista, mas não quer ver.

A escrita do doutor é fluida, acessível e sempre centrada nas pessoas que fazem parte das estórias contadas. Somos apresentados a diversas figuras reais, muitas vezes participantes de mais de um conto. São estórias de heroísmo, de simplicidade, vidas sofridas, crime e todas as possibilidades de conduta que um ser humano pode ter. Sem nunca julgar os personagens, temos uma descrição perfeita do ambiente da carceragem e das pessoas que o compõem.

Algo inesperado que se encontra neste livro é a postura que o autor assume em muitos pontos, sutil mas eficazmente. Introduzindo aos poucos seu ponto de vista, Drauzio Varella termina por criticar fortemente os que simplificam o problema das penitenciárias, aponta razões para a existência da facção que domina os presídios paulistas e conta partes da história desta facção, frisando o quanto as coisas mudaram desde dois episódios em particular (descritos em mais ou menos detalhe no livro): o massacre em 1992 e os ataques em 2006.

Drauzio conta estórias reais, histórias de vida com protagonistas que erraram e acertaram, como qualquer um, no desempenho da profissão na qual acreditavam (ou que apenas suportavam). Ao mesmo tempo, explicita o tamanho do problema que a sociedade atual gera e o porquê de certas medidas surtirem efeito contrário ao desejado. O doutor conta sua história sem fugir da responsabilidade que existe ao falar de um assunto que deveria ser muito mais discutido (e em debates de muito mais qualidade) do que é hoje. Parabéns.

 

Postado em: Resenhas
Tags: , , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Carcereiros”


 

Comentar