Resenha – Como Proust pode mudar sua vida
por Patricia
em 03/07/13

Nota:

22935150

Quando li Como Woody Allen pode mudar sua vida, acabei decepcionada. Eu esperava realmente encontrar algo impressionante sobre um dos meus diretores preferidos e isso não aconteceu. Então, quando comprei Como Proust pode mudar sua vida, pensei em mudar a estratégia: se a intenção desse livro é de fato me dar aquela vontade de buscar Proust, eu iria ler esse livro sem nunca ter lido nada de Proust, então.

O que aprendemos logo no começo é que Proust teve uma vida permeada de ironias – o que é realmente divertido. Seu pai era um famoso médico que publicou diversos livros de sucesso sobre saúde; seu irmão mais novo também era médico e com saúde para dar e vender – ele sobreviveu a três acidentes gravíssimos, inclusive a uma bomba na Primeira Guerra Mundial sem sequela nenhuma. E Proust mal aguentava andar pelo quarto. Asmático, fraco e extremamente hipocondríaco, ele passou 16 anos dizendo que estava entre a vida e a morte.

Como Proust pode mudar sua vida é leve e não é necessariamente uma biografia de Proust: temos passagens de sua vida pessoal e até mesmo partes de cartas que ele escreveu e/ou recebeu de seus amigos mas o livro funciona mais como uma profunda análise de Em busca do tempo perdido – considerada a obra prima de Proust. Quase como uma longa e estudada resenha. Alain de Botton analisa cada vírgula para nos entregar as lições de vida que Proust colocou em prática.

proust

Tudo isso para nos ensinar – em um tom de auto ajuda difícil de escapar – como ser feliz, como lidar com livros, como gostar de alguém e tudo o mais que livros de auto ajuda fazem. Confesso que quando esse tom ficava claro demais, não me agradou muito. Auto ajuda quando escrito de maneira prolixa pode ficar extremamente chato. E me pareceu que algumas passagens desse livro realmente caíram nisso. Mas outras são divertidas e compensam.

O livro rende uma leitura razoável. Rápida e cheia de momentos divertidos, mas não posso dizer que serve como conhecimento para a vida. Muito do que entende-se que Proust diz é pessoal demais e sem conhecer a obra do autor, não sei se funcionaria para mim. Eu estaria apenas aceitando a opinião de um terceiro sobre algo que eu deveria saber. Nesse sentido, a minha estratégia de ler esse livro sem conhecer nada de Proust, não deu muito certo. Mas quanto a minha estratégia de sentir se Alain conseguiria instigar a minha vontade de ler Proust, sim. A estratégia funcionou e estou interessada para ler mais de Proust por ele mesmo.

Quanto a Como Proust pode mudar sua vida acho que não é uma leitura necessária para, honestamente, quase nada que não seja passar um tempo.

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Como Proust pode mudar sua vida”


 

Comentar