Resenha – Crônicas Saxônicas: O último reino (vol.1)
por Thiago
em 10/09/14

Nota:

crs vol1

 

Um tipo de livro que me atrai muito é aquele que se baseia em acontecimentos históricos, assim como na história de Forest Gump (caso você não viu esse filme ainda, para tudo e vai ver.). Autores como Ken Follet, que já resenhei aqui anteriormente fazem isso muito bem, porém quando além do teor histórico há o mundo medieval com muitas batalhas e violência ninguém é melhor que Bernard Cornwell.

Cornwell nasceu em Londres e foi criado em Essex, por pais adotivos. Trabalhou por dez anos na BBC de Londres antes de se tornar escritor. Em 1979 mudou-se para os Estados Unidos, onde vive até hoje. Não perdeu, porém, o fino humor britânico e a paixão por conflitos militares famosos, que se reflete em sua enorme coleção de mapas antigos

Antes de tudo nosso autor de hoje é um pesquisador, seus livros trazem a história para o romance, ou o contrário, sei lá. De um modo geral a história de seu país, a Inglaterra, como a séria que se inicia aqui, em “O último reino”, primeiro livro da série “Crônicas Saxônicas”, que ainda não está fechada e seu último volume, o sétimo da série foi lançado este ano, na verdade mês passado, de título “O guerreiro pagão”. Aproveitando a deixa do lançamento resolvi conhecer a série, afinal já tinha lido “As crônicas de Arthur” do mesmo autor e achado incrível.

O que mais me chama atenção neste autor é, além de sua pesquisa extremamente bem feita, a capacidade de cosntruir personagens. Durante este volume temos a construção de Uthred, um nobre saxão que têm sua vida virada de cabeça pra baixo um monte de vezes. Por mais que a história deste primeiro volume seja para construir este personagem, utiliza como pano de fundo a história dos saxões a partir da invasão nórdica. Assim conhecemos duas diferentes culturas, com o detalhamento de seus costumes, como suas crenças, valores, entretenimento e alimentação.

Por se tratar de um livro histórico você consegue crer em todos os detalhes e na existência de Uthred e dos demais personagens fictícios que recheiam a trama. Afinal assim como o personagem principal a diversos outros de grande carisma, como Ragnar, Alfredo, Leofric, Brida, Beocca, alguns de grande importância e constância na trama e outros com participação mais singela, porém marcantes. A descrição é o ponto chave pra isso, a riqueza de detalhes traz a narrativa um ar de cinema, principalmente em cenas de batalha, até hoje não li nenhum autor que soubesse representar melhor um embate físico como Cornwell. Assim o ler é um ótimo aprendizado pra quem têm vontade de um dia escrever um romance, assim como eu.

Sei que há hoje vários livros de capa e espada, coisa que quando eu era adolescente não era tão comum, e hoje isso se espalha para o grande público muito pela saga “Guerra dos tronos” de George R. R. Martin ter virado seriado pela HBO. Caso você tenha sido influênciado pela série de tv e lido os livros, acredito muito que gostará deste que resenhei aqui, afinal retirando o universo fantástico encontrará aqui similaridades, mas na minha opinião em uma história mais dinâmica e menos cansativa.

No mais, boa leitura a todos!!cornwell

Postado em: Resenhas
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha – Crônicas Saxônicas: O último reino (vol.1)”


 

Comentar