Resenha De Quadrinho – A Ilha Do Tesouro
por Ragner
em 13/03/13

Nota:

ilha do tesouro(2)

Robert Louis Stevenson é mundialmente conhecido pela obra O Médico E O Monstro que já ganhou várias edições e que já foi transportado para o cinema, onde seus personagens sofreram modificações e já participaram em outros filmes até. O livro está entre minhas futuras intenções para ler, mas, por enquanto, em minhas mãos chegou o quadrinho de A Ilha Do Tesouro e é sobre ele que versaremos.

De uns tempos para cá tenho tido contato maior com HQs provindas da literatura e com vontade tenho lido o que tenho encontrado. O que tenho gostado muito é existem coleções para o gênero. Artistas variados contando histórias já consagradas, desenhistas deixando uma marca interessante em personagens que já temos formados e a condução da trama são muitas vezes atrativos. No caso de A Ilha foi algo positivo.

A história é o típico enredo sobre piratas e tesouros escondidos. Stevenson nos proporciona uma aventura que tem muito a ver com coragem, amizade, honestidade, ganância, e tudo o mais que amantes desse estilo gostam. Temos aqui um jovem que, junto à sua mãe, tem uma estalagem e em uma noite, um velho pirata chega à sua porta em busca de um lugar para repousar e passar alguns dias. Com o tempo outras pessoas aparecem, ligados ao velho pirata e velhos segredos começam a serem expostos. Uma caça ao tesouro se inicia e uma batalha contra/entre piratas ditam a história. Um navio dividido entre bandidos e pessoas em que se pode confiar, uma ilha deserta que esconde segredos e um jovem que vai perdendo a inocência lutando ao lado de adultos, fazem parte dessa aventura.

Ao final do volume, algumas páginas que contextualizam o autor, sua época e sua obra ganham lugar e atenção especial. Somos apresentados ao começo de sua vida como escritor. Podemos entender mais de suas criações e aqui é dado atenção maior à “O Médico E O Monstro” (sua obra prima) e aquela atenção especial e mais detalhada ao trabalho que estamos acompanhando. Algo que me deixou mais impressionado, é a explicação do contexto histórico na Inglaterra do século XVIII e que explica a guerra da sucessão espanhola (1701-1714), a guerra dos sete anos (1756-1763), a guerra da independência dos Estados Unidos (1775-1783), o florescimento do capitalismo britânico, transformações da sociedade e a grandeza naval da Inglaterra. Até reproduções de ilustrações e quadros estão incluídos.

Costumo defender que a iniciação à literatura pelos quadrinhos pode ser uma opção mais tranquila para algumas pessoas, mas de tempos para cá, tenho pensado que quadrinhos, que trabalham livros clássicos, devem ser lidos também. Tanto livro quando quadrinho e também filme, não devem ser lidos ou assistidos por si só.  Indico usufruir dos três, mesmo que sofram modificações.

Postado em: Resenhas
Tags: , , , , ,

Nenhum comentário em “Resenha De Quadrinho – A Ilha Do Tesouro”


 

Comentar