Resenha de Quadrinho – Demolidor: A queda de Murdock
por Thiago
em 11/02/15

Nota:

a queda de murdock (1)

Aproveitando a divulgação do trailer da série do Demolidor, pela Netflix, resolvi trazer uma das Hqs mais legais que já li. Demolidor – “A queda de Murdock”.

A história é escrita por Frank Miller e desenhada por David Mazzucchelli. Bom, se você não sabe quem é Frank Miller, não deve apenas estar ligando o nome a pessoa, afinal o mesmo é responsável por ótimas histórias do Batman, Sin City e 300 de Esparta.

Antes da história, vamos falar um pouco sobre o personagem central, pois muitos podem se lembrar do Demolidor pelo triste filme do Ben Afleck. Criado na década de 60 por Stan Lee e Bill Everett, é um dos poucos super heróis cegos da Marvel, sim ele tem super poderes. Quando jovem, Matthew Michael Murdock, excelente aluno e atleta, sofreu um acidente com um caminhão que carregava lixo tóxico, o que o fez ficar cego mas aumentou todos seus outros sentidos, principlamente audição e olfato. Para vingar seu pai, o boxeador de codinome “O Batalhador”, assassinado por não entregar uma luta, adotou o nome e o uniforme vermelho com pequenos chifres. Seu nome em inglês é Daredevil, ao pé da letra podemos entender em português algo como “temerário” ou ” demônio ousado”, daí é conhecido como “Homem sem medo”. Durante a vida adulta Murdock passa a viver uma vida dupla, de dia é advogado, a noite é o Demolidor, vigiando a “Cozinha do inferno”, bairro barra pesada da Nova York do universo Marvel, onde cresceu.

daredevil

Agora vamos a revista, o plot é bem bacana: Sua ex-namorada, Karen Page, viciada em drogas, vende a identidade do Demolidor para um traficante que revende ao Rei do Crime (vilão mafioso mega sinistro da Marvel, principal inimigo do nosso herói. Também é um grande inimigo do Justiceiro e do Homem-Aranha) que faz da vida de Murdock um verdadeiro inferno.

O grande lance dessa história esta no plot, nos trazendo perguntas incríveis, por exemplo: o que poderia acontecer se o maior inimigo de um super herói mascarado descobrisse sua identidade secreta? Porém, estamos falando do Daredevil escrito pelo Frank Miller, o mesmo disse que sempre trabalhou com o personagem com a proposta de traze-lo para um nível mais realista. Assim sendo, o vilão em questão não é alguém mascarado ou com super poderes fabulosos e sim um mafioso, um cara ruim, empresário inescrupuloso, cheio das tretas.

rei do crime

O bacana deste clássico dos quadrinhos é que ele não se resume a relação do plot mostrado, onde o Rei do crime destroi a vida do Demolidor. Temos várias subtramas interessantes que enriquecem a história, como Ben Urich, jornalista tentando cobrir a história de Murdock e desmascarar o Rei do crime, retratado aqui como um ricasso corrupto. Há também aqui a presença do Capitão América em meio a questionamentos em relação a corrupção nos EUA.

Há aqui elementos diversos que fazem desta uma grande história, algo que eu gostaria muito de ver trabalhado no seriado da Netflix. Poxa, tem perseguição, destruição, vingança, corrupção, política, exército, tramas paralelas, drogas, amor, traição, vício, decadência, explosões, porrada e sangue.

Depois dessa me despeço, boa leitura a todos!!

Postado em: Quadrinhos
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha de Quadrinho – Demolidor: A queda de Murdock”


 

Comentar