Resenha de Quadrinhos – Coraline
por Gabriel
em 07/09/13

Nota:

CoralineVamos de Gaiman de novo! O autor, famoso principalmente pelos quadrinhos, escreveu um romance chamado Coraline, que foi adaptado como HQ por P. Craig Russell, outro nome premiado.

Coraline é uma obra infantil. Mas isso não impede que Gaiman use todas as suas habilidades mais conhecidas, criando um mundo fantasioso que envolve o leitor.

A estória nos apresenta uma garota, chamada Coraline, que recentemente deixou de brincar de bonecas e está em uma fase de curiosidade à flor da pele. A garota também se mudou há pouco tempo para uma casa totalmente isolada no meio de um campo, uma casa muito grande que foi dividida em apartamentos.

Neste cenário bucólico, que lembra uns 2 ou 3 filmes de terror, a personagem começa sua exploração: conhece as vizinhas do lado, ex-atrizes, e o vizinho de cima, um ex-palhaço que está sempre falando sobre os ratos que diz ter (e treinar) em seu apartamento. Há também um quarto apartamento, que fica vazio. Fora da casa, existe um poço que fica fechado e um pequeno bosque, além de um gato preto que anda pelo terreno mas não se aproxima das pessoas.

Coraline é vítima do tédio ao terminar de explorar o terreno e a casa, após também se decepcionar com seus pais, que parecem não ter tempo para ela em momento algum. Infeliz, a garota descobre uma porta na sala de visitas, uma que nunca tinha visto antes. E é aí que as coisas começam a mudar.

Entrando em uma sequência de fatos estranhos, Coraline conhece novos personagens, passa por grandes apertos e corre risco de vida. O livro, mesmo infantil, contém alguns trechos de pura bizarrice ao estilo de filmes de terror. Gaiman usa bem a sua capacidade de fantasiar, fazendo com que o mundo tedioso de Coraline renda uma bela estória.

A adaptação de P. Craig Russell é muito bem feita, com desenhos que não são geniais mas que se adaptam bem ao roteiro. Alguns personagens são particularmente bem elaborados no traço e valem a leitura.

Se estiver querendo desanuviar, ler algo um pouco mais infanto-juvenil, mas com qualidade, vá em frente. Entre no mundo de Coraline.

 

Postado em: Quadrinhos
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha de Quadrinhos – Coraline”


 

Comentar