Resenha De Quadrinhos – Otelo
por Ragner
em 21/06/13

Nota:

Shakespeare Otelo

O amor é trágico, é sofredor, é guerreiro e constantemente sofre com intrigas de contrários que desejam incessantemente destruir uma paz construída que poderia salvar vidas. O amor é intenso e triste as vezes, ainda mais quando forças externas tentam acabar com uma chama tão forte. Quanto mais forte o amor, mais forte a inveja daqueles que não amam.

Em Otelo temos outra história de amor criado por Shakespeare que é tão violenta quanto Romeu E Julieta. A força passional existente no coração de Otelo é tão destrutiva quanto a vingança daqueles que ficam cegos quando desconhecem a verdade, mas insistem que estão certos.

O romance do mouro Otelo e a jovem Desdêmona é vigiado e contagiado de maldade por Iago, o “amigo” dissimulado que faz de tudo para acabar com o general a quem deve obediência. Se atendo aos fatos mais importantes da história, a HQ adaptada trabalha muito bem todo o conflito que vivem os amantes e toda a maldade que é conspirada por Iago. A inveja perpetra um plano tão bem elaborado que faz Otelo acreditar na infidelidade de sua amanda e de outro grande amigo que luta ao seu lado.

Otelo (1)

Após o casamento as escondidas de Otelo e Desdêmona, Iago se junta a Rodrigo, que ama Desdêmona, para destruir o general que não o fez tenente do exército de Veneza, dando o lugar à Miguel, um outro amigo, de Florença. Todo o rancor e ódio de Iago explodem e esse trama contra tudo que Otelo representa, usando quem seja e fazendo o que for possível, doa a quem doer.

Quando o duque de Veneza descobre que os turcos podem atacar a indefesa ilha de Chipre, ele pergunta ao seu conselho quem deve ser enviado para lá e é indicado o mouro. Com um plano maléfico tomando forma em seus pensamentos, Iago se aproveita do amor de Rodrigo e o instiga a lutar por Desdêmona. Com Otelo indo para Chipre e a jovem o acompanhando, o invejoso “amigo” aproveita a situação e faz de tudo para colocar Miguel como pivô de suspeitas de traição, já que esse também é amigo da Desdêmona.

otelo

Com toda uma trama bem desenhada sobre desconfianças, intrigas e morte, a história de amor não tem final feliz. O coração do homem não aguenta a dúvida e a busca por respostas pode muitas vezes não caminhar junto à razão. A história é muito boa, os desenhos são, em sua medida, interessantes e o texto adaptado consegue incorporar a tragédia shakesperiana, com todo um vocabulário próprio e clássico. É uma boa pedida para começar a ler um grande dramaturgo inglês.

Postado em: Quadrinhos
Tags: , , , ,

Nenhum comentário em “Resenha De Quadrinhos – Otelo”


 

Comentar