Resenha de Quadrinhos – Preacher – Guerra Ao Sol
por Gabriel
em 08/06/13

Nota:

Preacher - Guerra Ao Sol

E vamos ao quinto arco de Preacher! Guerra ao Sol dá sequência à história do pastor Jesse Custer, que viaja pelos Estados Unidos carregando um poder divino e buscando outra divindade muito poderosa, para se livrar de seu fardo e talvez esclarecer algumas coisas sobre a humanidade. Para quem perdeu, os outros arcos podem ser encontrados através da caixa de busca aí em cima!

Este é um arco com cara de filme de ação. Em pleno deserto, Jesse Custer parte para um encontro com o Santo dos Assassinos, enquanto é observado pelo Graal, a organização internacional que protege segredos religiosos e que pretende utilizar Custer para o Armageddon. Desta vez, o Graal vem com apoio de uma unidade do exército americano e sem nenhum medo de utilizar os meios mais absurdos para capturar o pastor.

Custer, no entanto, faz um acordo com o Santo ao lhe revelar as informações sobre o seu passado, obtidas no pouco tempo que conseguiu ter com os praticantes de vodu no arco anterior. O Santo dos Assassinos se volta contra o Graal e, novamente, como visto dois arcos antes, trava uma batalha contra uma unidade do exército e várias unidades militares da organização secreta, com direito a ótimas “cenas” de ação no deserto americano.

Os três personagens tentam fugir, enquanto o líder do Graal resolve utilizar seus últimos recursos. Uma explosão acontece, o líder do Graal não escapa a tempo, Custer solta as mãos de Cassidy e o arco termina com o que parece ser a morte do pastor e de seu principal perseguidor.

Um final tenso e eletrizante para o que é o último arco mais “descontraído” de Preacher. Daqui para a frente os arcos são mais tensos (apesar de ainda pontuados pelo humor e escracho habituais) e a estória se encaminha para o final. Novamente, um arco genial para um épico.

 

Postado em: Quadrinhos
Tags: , ,

Nenhum comentário em “Resenha de Quadrinhos – Preacher – Guerra Ao Sol”


 

Comentar